Criacionismo: Vacina contra a homofobia e o homossexualismo!


Conversando com um biólogo darwinista pós-graduando em Direitos Humanos sobre a adoção de crianças por parte de uma dupla homossexual (a qual não consigo chamar de ‘casal’ já que a palavra tem a ver também com o conceito: “casar”, “casamento”!) percebi o porquê de nunca chegarmos a um consenso sobre o assunto – nossas cosmovisões sobre a origem da vida!

 É natural para alguém que se olhe, e aos outros, como animais, enxergar a luta dos homossexuais pelo direito de igualdade com os heteros, como válida e justa. “A homossexualidade é natural, ela existe na natureza, outros animais, não somente os humanos, possuem comportamento homossexual. Nesse ponto, não sei se cairia bem dizer que um animal escolheu ser homossexual. Para mim, parece evidente um aspecto instintivo desse comportamento e, portanto, caracterizo-o como natural, como humano. É a nossa cultura que o problematiza” – eles dizem. Querer continuar uma simples conversa ou um debate, ou ainda, um plebiscito dentro dessa temática, ignorando o conceito que os participantes possuem de sua própria origem e destino, é ainda pior do que querer desflamenguizar um torcedor do flamengo (time de futebol com maior público aqui no Brasil) em dia de decisão! Simplesmente é como enxugar gelo, é inútil. E o pior é inevitável – a minoria será obrigada a viver como se pensasse como a maioria ou sofrer caso se recuse a isso…

Moralmente falando (para não dizer em todos os aspectos da vida), são indiscutíveis os benefícios de se crer literalmente no relato do Gênesis, o primeiro livro da Bíblia Sagrada, como sendo o relato oficial da introdução da vida na Terra, assim como são inegáveis os malefícios de se crer no evolucionismo (basta olhar da sua janela, para o seu estilo de vida ou ligar a TV). Mas, como convencer alguém que foi doutrinado (e por que não ‘programado’) pelos seguidores de Darwin desde a infância e nunca sequer ouviu um sussurro de uma teoria diferente para a vida em nosso planeta, de que a crença darwinista é grande responsável pela decadência moral dos terráqueos? Talvez seja possível. (Me refiro as duas teorias Criacionista e Darwinista como crenças pelo óbvio – não existem provas conclusivas para nenhuma das duas, embora, para um observador honesto, as evidências para uma origem sobrenatural, imediata e com propósito aparecem em maior quantidade e exigem menos …).

O problema é que, a maioria parece crer e defender (senão acolher sem refletir) na/a teoria da evolução. Sim, chamo isto de problema pelo seguinte: imaginemos que quase todo o planeta com seus Estados organizados, Universidades e Religiões acreditasse no Criacionismo. Certamente não haveria uma imposição radical desta teoria nos vestibulares e salas de aula, não veríamos a escolha pela devassidão como algo “natural” e nem o problema do alcoolismo que é uma das maiores (se já não for a maior) causas de morte em todo o mundo! Por que? Porque para alguém que tem a Bíblia como seu “manual de sobrevivência”, crer na Criação é o mesmo que crer no Criador trino (Deus formado por Três Pessoas), e crer nEle é viver em harmonia com Suas leis, as quais repudiam a imposição, a imoralidade ou moralidade relativa e o alcoolismo, entre outros costumes evolucionistas/ateístas (ou hipócritas, caso alguém se arrogue cristão e ainda assim os pratique). Ah, embora o alcoolismo seja anterior ao Darwinismo, ele não é anterior ao ateísmo! Até a Lei de Deus (conhecida como os Dez Mandamentos de Êx 20) é chamada de “Lei da Liberdade” (Tg 2:12), o que revela a vontade do Criador de ter criaturas racionais livres para escolherem obedecê-Lo… ou não. Na verdade, até para não querer enxergar Deus o ser humano é livre.

Como resolver este impasse de proporções globais? Responsabilizando cada individuo por suas escolhas, é o que eu responderia se a maioria tivesse a Bíblia como sua regra de fé e conduta. Como essa está longe de ser a realidade, não encontro outra saída a não ser deixar que a própria autodestrutiva crença no acaso realize sua obra nefasta nos seus seguidores e estes, por sua vez, interfiram medonhamente na vida dos que crêem em Deus e na Bíblia. Não existe garantia de liberdade para todos quando um que seja usa mal a liberdade que possui! É só ler a História. Obviamente eu não vou esperar sentado enquanto isso acontece. Crendo em Deus, oro a Ele todos os dias, permito que Sua Palavra (a Bíblia e Jesus Cristo) me guie nas escolhas e me transforme o caráter, oportunizo os princípios bíblicos para todos quantos eu alcançar (quer presente, quer ausente) e intercedo pelos evolucionistas/ateístas/mistos ao meu redor para que encontrem em minha vida a maior e mais forte evidência da existência do Criador e do Criacionismo; tanto que mudem de time, e passem a se preparar para a volta de Jesus – a evidência científica cabal em favor da teoria criacionista!

Essa é minha única esperança para a maioria casualista (maioria no sentido de crerem no evolucionismo ou por assumirem um estilo de vida contrário a Bíblia). Antes eu pensava que apresentando evidências como a questão do DNA e da proteína, ‘quem veio primeiro?’, eu perguntava (uma vez que o DNA produz a proteína e esta forma o DNA, a conclusão indestrutível é que ambos apareceram no mesmo instante!); ou a necessidade de a primeira mulher já ter a capacidade de desenvolver a placenta dentro de si (caso contrário não nasceria ninguém e, quando a mulher morresse, a humanidade estaria fadada a não existir!), seria suficiente. Entretanto, na cultura evolucionista (bem como em todas as outras que empurram Deus para fora), existe um enorme campo cego, algo além da racionalidade, que impede uma saudável discussão com um final do tipo: “Entendi! Realmente as evidências criacionistas são mais fortes. Vou abandonar minha visão de casualidade”. Para mim a explicação para isso reside na atuação dos anjos maus sobre a mente, claro, com a permissão humana… Mas não vou me detalhar nesse assunto aqui.

Para justificar minha afirmação de que a crença evolucionista é autodestrutiva, aponto para a homofobia. As leis darwinistas da seleção natural, do gene egoísta que obedece a um imperativo genético de propagação, enfim da prevalência do mais forte, bem poderiam inocentar os que escolhem (ou na linguagem Darwinista, os que naturalmente são forçados) a violência contra os homossexuais! Afinal, qual a culpa desses diante da biologia evolucionista a qual, pela sobrevivência, ignora a crueldade? “Mas a moralidade evoluída da humanidade hodierna deve ser a referência e não os comportamentos animalescos primitivos” – alguém rebateria, confirmando, mais uma vez, como a moralidade via evolucionismo escolhe aleatoriamente o que é certo e o que é (temporariamente) errado com base na época, é totalmente relativista e subordinada a uma maioria! Outros exemplos ocorrem em comunidades indígenas praticantes do infanticídio, nos defensores da pedofilia consentida… e por aí vai. (Para quem aponta para as Jihads, Cruzadas,… como evidências de que o Criacionismo é autodestrutivo eu chamo a atenção para o fato desses eventos ocorrerem exatamente pelo desobediência à Bíblia, que é o Livro-texto dessa teoria!)

Solução para tudo isso? A filosofia criacionista. Nela, a moral não flutua sobre a instabilidade da razão humana. Não! Ainda que a maioria queira arbitrar a moral, isto não é possível, pois, segundo essa teoria, a moral já existia antes do homem – o Criador! Ele é a moral e o capacitador para que se alcance esse padrão! NEle, tanto homofóbicos quanto homoafetivos necessitam se adequar a Sua Lei, isto é, retornar às origens! No Criacionismo não há fundamento para alegações como “eu nasci assim e vou morrer assim”, posto que o Criador também é o Recriador para os que escolheram perder sua originalidade! Alegar um gene gay pode ser válido na visão casualista, mas não na teoria da Criação. O individuo pode sim, infelizmente, pelas escolhas culinárias, sexuais e educacionais dos pais, avós, bisavós,…, herdar uma forte inclinação mental para o homossexualismo, para a pedofilia e demais aberrações (do ponto de vista criacionista). Ou mesmo sem ter herdado ele pode adquirir no curso de sua vida tais deformações morais. Contudo, os ex-gays evidenciam que o Recriador atua naqueles que permitem, naqueles que se esforçam e até se sacrificam para usar sua liberdade sem se tornar escravo das consequências. (Qual seria o argumento casualista para os ex-homossexuais? Evolução ou retrocesso?) Assim também com os ex-homofóbicos, os quais foram alcançados pelo Recriador e passaram a encarar os homossexuais como seus irmãos por parte de Pai, co-participantes da mesma entropia atuante na Terra e, portanto, merecedores da mesma graça que esses ex-violentos, ex-preconceituosos receberam de Deus, seu Recriador, Aquele que procura vencer o fenômeno da desordem na vida de Suas criaturas racionais!

O mais interessante é que, todos, criacionistas, evolucionistas, ateus e mistos recebem a misericórdia do Criador, a ponto de ainda estarmos vivos apesar do mau uso da liberdade que fazemos aqui, em nosso planeta tão afetado por tantas ideologias libertinas e autodestrutivas… E isso, nada nem ninguém pode negar!

Para terminar este artigo, peço-lhe que leia um dos muitos combates filosóficos que o Criador feito em carne o Deus-Homem, Jesus Cristo teve com alguns teóricos que pretendiam ter descoberto ou elaborado a ideologia perfeita e ignoravam Aquele que havia descido do Céu para dar a eles mais uma chance de sair de seu campo cego, trocar suas teorias comprovadamente fracassadas pelo próprio mundo de sua época, pelos próprios resultados das mesmas! Mateus 21:43-45. Mesmo não aceitando, eles “entenderam” (verso 45) o que o Criador lhes falara. Mesmo não se submetendo ao dono de seu fôlego de vida, eles não puderam deixar de entendê-Lo! Logo, é possível que um evolucionista/ateísta/misto não queira abandonar sua cosmovisão. Mas é impossível que ele o faça sem ter entendido o fracasso de sua posição e onde está a Verdade! No fim, ou minha visão de mundo me ajuda a entender e aceitar o Criador ou ela, mesmo enxergando e entendendo as evidências da Verdade, me guiará para o destino oposto do que alegava ver – a involução! Eu decido, não o acaso.     (Hendrickson Rogers)   
   


    

16 comentários em “Criacionismo: Vacina contra a homofobia e o homossexualismo!

  • outubro 9, 2011 em 2:48 pm
    Permalink

    A primeira leitura o artigo é meio confuso, pode ser por ser traduzido.
    “Minha opinião é que homofobia não tem nada ver com crença, criacionista ou evolucionisa, tem haver com a natureza mesmo do ser humano. Eu sou homofóbico e sou criacionista também. Meu temperamento de homofóbico não impede de ser um temente ao Criador”.
    Obs. Não quero ver o mau de nunhum que esteja na condição de homoxexual, ainda que essa pessoa seja minha inimiga. Só brincando, eu tenha tanta preferênça pelo sexo oposto, ( uma mulher é claro ), no caso preferênça a minha esposa, que se estivesse nascido mulher iria desejá ser sapatão… é brincadeirinha… O pai da mentira deve ser também um gay de carteirinha… Deus tenha misericórdia de mim, por falar desse arquinimigo. Alguém pode dizer que “Deus” é menina e menino. Porém “Seu” inimigo, ele é um andrógeno, uma coisa indefinida, é um doente. O meninoXmenina sua diferênça é visível. O andrógeno não tem sexo definido.

    Resposta
  • outubro 9, 2011 em 2:48 pm
    Permalink

    A primeira leitura o artigo é meio confuso, pode ser por ser traduzido.
    "Minha opinião é que homofobia não tem nada ver com crença, criacionista ou evolucionisa, tem haver com a natureza mesmo do ser humano. Eu sou homofóbico e sou criacionista também. Meu temperamento de homofóbico não impede de ser um temente ao Criador".
    Obs. Não quero ver o mau de nunhum que esteja na condição de homoxexual, ainda que essa pessoa seja minha inimiga. Só brincando, eu tenha tanta preferênça pelo sexo oposto, ( uma mulher é claro ), no caso preferênça a minha esposa, que se estivesse nascido mulher iria desejá ser sapatão… é brincadeirinha… O pai da mentira deve ser também um gay de carteirinha… Deus tenha misericórdia de mim, por falar desse arquinimigo. Alguém pode dizer que "Deus" é menina e menino. Porém "Seu" inimigo, ele é um andrógeno, uma coisa indefinida, é um doente. O meninoXmenina sua diferênça é visível. O andrógeno não tem sexo definido.

    Resposta
  • dezembro 1, 2011 em 11:04 pm
    Permalink

    Olá Gilberto. Obrigado por seu comentário. O artigo ao qual você se refere, eu o construí em português.

    Quanto a homofobia, biblicamente ela é tão pecaminosa quanto ao homossexualismo: “Quem afirma estar na luz mas odeia seu irmão, continua nas trevas” (1 João 2:9). O criacionismo está baseado em dois pilares: observação racional e fé bíblica! Ser criacionista e homofóbico é pior do que fazer parte do Greenpeace (por exemplo) e simultaneamente ser carnívoro, entende?

    E quanto ao sexo de Deus e do diabo, veja, “Deus é espírito” (Jo 4:24). Isto implica uma forma de existência superior e completamente distinta da nossa! Já Satanás, ele foi um anjo perfeito (um querubim) que escolheu a imperfeição (Ap 12:7-9 e Ez 28:14). Os anjos são “espíritos ministradores” (Hb 1:14) e, portanto, compartilham da superior forma divina de existência, acima da sexualidade (cf. Mt 22:30).

    Ame e ensine a Bíblia meu irmão; para isso, conheça a Palavra de Deus! Estou à disposição.

    Resposta
  • dezembro 1, 2011 em 11:04 pm
    Permalink

    Olá Gilberto. Obrigado por seu comentário. O artigo ao qual você se refere, eu o construí em português.

    Quanto a homofobia, biblicamente ela é tão pecaminosa quanto ao homossexualismo: "Quem afirma estar na luz mas odeia seu irmão, continua nas trevas" (1 João 2:9). O criacionismo está baseado em dois pilares: observação racional e fé bíblica! Ser criacionista e homofóbico é pior do que fazer parte do Greenpeace (por exemplo) e simultaneamente ser carnívoro, entende?

    E quanto ao sexo de Deus e do diabo, veja, "Deus é espírito" (Jo 4:24). Isto implica uma forma de existência superior e completamente distinta da nossa! Já Satanás, ele foi um anjo perfeito (um querubim) que escolheu a imperfeição (Ap 12:7-9 e Ez 28:14). Os anjos são "espíritos ministradores" (Hb 1:14) e, portanto, compartilham da superior forma divina de existência, acima da sexualidade (cf. Mt 22:30).

    Ame e ensine a Bíblia meu irmão; para isso, conheça a Palavra de Deus! Estou à disposição.

    Resposta
  • janeiro 3, 2012 em 11:28 pm
    Permalink

    meu nome é Israel sou da assembleia de Deus tradicional do Amazonas, que bom ver quem ainda tem soldados valentes lutando, que Deus te dê a cada dia mais sabedoria Hendrickson.

    ore por mim meu irmao, a Paz do SENHOR.

    Resposta
  • janeiro 3, 2012 em 11:28 pm
    Permalink

    meu nome é Israel sou da assembleia de Deus tradicional do Amazonas, que bom ver quem ainda tem soldados valentes lutando, que Deus te dê a cada dia mais sabedoria Hendrickson.

    ore por mim meu irmao, a Paz do SENHOR.

    Resposta
  • janeiro 4, 2012 em 2:01 pm
    Permalink

    Bom dia e graça e paz Israel. Obrigado por sua contribuição ao nosso site! Desejo que juntos, como cristãos estudantes da Palavra, cresçamos no conhecimento e na graça de Cristo e ajudemos aos que conhecem pouco ou nada da Bíblia (e até os que conhecem mas não a praticam). Vamos orar um pelo outro tá jóia?! Um abraço.

    Resposta
  • janeiro 4, 2012 em 2:01 pm
    Permalink

    Bom dia e graça e paz Israel. Obrigado por sua contribuição ao nosso site! Desejo que juntos, como cristãos estudantes da Palavra, cresçamos no conhecimento e na graça de Cristo e ajudemos aos que conhecem pouco ou nada da Bíblia (e até os que conhecem mas não a praticam). Vamos orar um pelo outro tá jóia?! Um abraço.

    Resposta
  • janeiro 17, 2012 em 1:17 pm
    Permalink

    Já ouvi muito sobre o uso homossexual entre os animais para justificativa humana para esse ato entre pessoas do mesmo sexo, mas se tiver que usar a condição animal para esse fim, logo ninguém pode recusar a ideia de os mesmos animais terem relação com animais do sexo oposto em idade bem inferior a sua, isso justificaria o ato pedófilo em seres humanos; ninguém também poderia ir contra o ato entre parentes como é o caso de pais e filhos entre animais, irmãos, tios… Creio que se tiver de usar um ato entre animais como justificativa, então se terá que aceitar todos os demais atos para outras justificativas! Os animais se matam e nem num deles é punido por isso… Não se pode aceitar um ato isolado para certa justificativa, sendo aproveitado apenas o que convém!

    Certa vez eu estava numa praça esperando minha namorada, e percebi que um homem estava do outro lado me olhando muito, isso me deixou um tanto intrigado. De repente esse mesmo homem se levanta se aproxima e senta-se ao meu lado me perguntando se eu era michê, perguntei a ele o que era isso, me respondeu se eu era garoto de programa… Disse-lhe que sou hetero e gosto muito de mulher e estava ali esperando minha namorada. Perguntou-me se poderia continuar ali conversando comigo, lhe respondi que sim, desde que ele respeitasse a minha heterossexualidade, em seguida me perguntou se eu era professor de educação física, o disse que não, me disse que eu era muito bonito, logo me fez outra pergunta se eu não sentia nada nem que fosse um pouco por alguém do mesmo sexo, a minha resposta foi clara: sim! uma vontade imensa de quebrar a tua cara se você continuar com esse papo homo afetivo e como eu cheguei aqui primeiro, acho melhor você voltar para o lugar de onde veio se não eu vou acabar sendo preso e você indo parar no hospital!

    Cada um faz o que quiser com seus corpos, sua alma, suas vidas, tem nada contra quem prefere se deitar com pessoas do mesmo sexo e a favor menos ainda, mas eu exijo respeito aos héteros assim como eles querem ser respeitados lá bem longe de nós!

    Resposta
  • janeiro 17, 2012 em 1:17 pm
    Permalink

    Já ouvi muito sobre o uso homossexual entre os animais para justificativa humana para esse ato entre pessoas do mesmo sexo, mas se tiver que usar a condição animal para esse fim, logo ninguém pode recusar a ideia de os mesmos animais terem relação com animais do sexo oposto em idade bem inferior a sua, isso justificaria o ato pedófilo em seres humanos; ninguém também poderia ir contra o ato entre parentes como é o caso de pais e filhos entre animais, irmãos, tios… Creio que se tiver de usar um ato entre animais como justificativa, então se terá que aceitar todos os demais atos para outras justificativas! Os animais se matam e nem num deles é punido por isso… Não se pode aceitar um ato isolado para certa justificativa, sendo aproveitado apenas o que convém!

    Certa vez eu estava numa praça esperando minha namorada, e percebi que um homem estava do outro lado me olhando muito, isso me deixou um tanto intrigado. De repente esse mesmo homem se levanta se aproxima e senta-se ao meu lado me perguntando se eu era michê, perguntei a ele o que era isso, me respondeu se eu era garoto de programa… Disse-lhe que sou hetero e gosto muito de mulher e estava ali esperando minha namorada. Perguntou-me se poderia continuar ali conversando comigo, lhe respondi que sim, desde que ele respeitasse a minha heterossexualidade, em seguida me perguntou se eu era professor de educação física, o disse que não, me disse que eu era muito bonito, logo me fez outra pergunta se eu não sentia nada nem que fosse um pouco por alguém do mesmo sexo, a minha resposta foi clara: sim! uma vontade imensa de quebrar a tua cara se você continuar com esse papo homo afetivo e como eu cheguei aqui primeiro, acho melhor você voltar para o lugar de onde veio se não eu vou acabar sendo preso e você indo parar no hospital!

    Cada um faz o que quiser com seus corpos, sua alma, suas vidas, tem nada contra quem prefere se deitar com pessoas do mesmo sexo e a favor menos ainda, mas eu exijo respeito aos héteros assim como eles querem ser respeitados lá bem longe de nós!

    Resposta
    • fevereiro 13, 2012 em 6:25 pm
      Permalink

      Boa tarde "Quem educa constrói"! Obrigado por suas considerações aqui no site. Obrigado pela leitura e avaliação do artigo. Leia a Bíblia sempre e se comunique com nosso Criador Jesus, o mesmo que fez Adão para Eva e vice-versa! Um abraço.

      Resposta
  • fevereiro 13, 2012 em 12:36 am
    Permalink

    Olá professor Hendrickson,gostei muito do seu blog! É muito enriquecedor! Sou formado em História e recentemente estou estudando sobre a historicidade de Jesus. O mais incrível, porém, é que cada vez mais que estudo sobre Ele, mais me convenço da sua existência, que de fato Ele andou e respirou nesta terra! Descobrí também, através de pesquisas, que a maioria dos historiadores aceitam a historicidade de Jesus Cristo e as evidências são mais do que plausíveis, na minha opinião! Outra coisa interessante que eu descobrí em minhas pesquisas é que Sócrates, o grande filósofo da antiguidade acreditava em Deus e isso está explícito em teodicéia. Outra coisa interessante é que o argumento ateu sobre o “mito” de Cristo não passa de apenas mais uma tentativa desesperada dos ateus para tentar distorcer os fatos! Uma pergunta que me faço é: Como um mito pode ter uma lista de antepassados ou genealogia?

    Resposta
  • fevereiro 13, 2012 em 12:36 am
    Permalink

    Olá professor Hendrickson,gostei muito do seu blog! É muito enriquecedor! Sou formado em História e recentemente estou estudando sobre a historicidade de Jesus. O mais incrível, porém, é que cada vez mais que estudo sobre Ele, mais me convenço da sua existência, que de fato Ele andou e respirou nesta terra! Descobrí também, através de pesquisas, que a maioria dos historiadores aceitam a historicidade de Jesus Cristo e as evidências são mais do que plausíveis, na minha opinião! Outra coisa interessante que eu descobrí em minhas pesquisas é que Sócrates, o grande filósofo da antiguidade acreditava em Deus e isso está explícito em teodicéia. Outra coisa interessante é que o argumento ateu sobre o "mito" de Cristo não passa de apenas mais uma tentativa desesperada dos ateus para tentar distorcer os fatos! Uma pergunta que me faço é: Como um mito pode ter uma lista de antepassados ou genealogia?

    Resposta
  • fevereiro 13, 2012 em 6:25 pm
    Permalink

    Boa tarde “Quem educa constrói”! Obrigado por suas considerações aqui no site. Obrigado pela leitura e avaliação do artigo. Leia a Bíblia sempre e se comunique com nosso Criador Jesus, o mesmo que fez Adão para Eva e vice-versa! Um abraço.

    Resposta
  • fevereiro 13, 2012 em 6:40 pm
    Permalink

    Boa tarde “Nobre” colega! Obrigado por suas palavras de apreço; dedico-as ao Mestre Jesus, meu Senhor. Parabéns por seus estudos e suas descobertas, certamente, guiadas pelo próprio bondoso Jesus! Não esqueça de, uma vez que você O reconhece, permitir que Ele seja seu Deus, sua origem e seu destino!

    A Bíblia e o raciocínio me dizem que, todo mito tem sua fonte em algum anjo mal, para desviar pecadores de Deus e Sua influência! Ele nos deu cérebro para investigarmos, em vez de nos acomodarmos e criarmos nossas próprias verdades, rejeitando a Palavra de Deus! Ele permeia a história embora transcenda-a. Todo historiador honesto deve vencer as barreiras da parcialidade convenientemente preconceituosa e do partidarismo religioso-político. Ou seja, só um examinador ligado a Cristo, com Seu poder e amor pelo homem consegue se desviar dessas armadilhas acadêmico-culturais. Um abraço e oro por seu desenvolvimento com Jesus!

    Resposta
  • fevereiro 13, 2012 em 6:40 pm
    Permalink

    Boa tarde "Nobre" colega! Obrigado por suas palavras de apreço; dedico-as ao Mestre Jesus, meu Senhor. Parabéns por seus estudos e suas descobertas, certamente, guiadas pelo próprio bondoso Jesus! Não esqueça de, uma vez que você O reconhece, permitir que Ele seja seu Deus, sua origem e seu destino!

    A Bíblia e o raciocínio me dizem que, todo mito tem sua fonte em algum anjo mal, para desviar pecadores de Deus e Sua influência! Ele nos deu cérebro para investigarmos, em vez de nos acomodarmos e criarmos nossas próprias verdades, rejeitando a Palavra de Deus! Ele permeia a história embora transcenda-a. Todo historiador honesto deve vencer as barreiras da parcialidade convenientemente preconceituosa e do partidarismo religioso-político. Ou seja, só um examinador ligado a Cristo, com Seu poder e amor pelo homem consegue se desviar dessas armadilhas acadêmico-culturais. Um abraço e oro por seu desenvolvimento com Jesus!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: