É Correto Orar ao Espírito Santo?

Nosso Mestre sempre orou ao Pai e ainda ensinou a Seus discípulos a fazerem o mesmo: “Pai nosso que estás no céu…”(Mt 6:9), instruiu Ele!
É super importante lembrarmos, porém, que o próprio Senhor Jesus também lhes orientou a orar em Seu nome: “a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em Meu nome, Ele vo-lo conceda”(João 15:16)!
Dentro do contexto do sacerdócio bíblico – terrestre e celeste -, podemos ver ainda melhor o fato de que nossas orações também devem (não apenas podem) ser dirigidas a nosso único Mediador! No Antigo Testamento os pecadores iam aos sacerdotes e estes os representavam perante Deus. Literalmente os ministros do Santuário recebiam as orações dos penitentes e as levavam ao Senhor, dentro do Santuário. De igual modo, nosso verdadeiro Sumo sacerdote “pode também salvar os que por Ele se chegam a Deus, porquanto vive sempre para interceder por eles”(Hebreus 7:25).  Realmente devemos orar a Jesus também!!!
E quanto ao Maravilhoso Espírito Santo?
Bem, se o Senhor Jesus, por ser igual ao Pai no que diz respeito a autoridade e a capacidade (veja Jo 10:30) e ainda por ser nosso Advogado, tem direito às nossas preces, o que dizer dAquele que foi enviado pelo Pai “através” de Jesus (Jo 14:16 e 26) para nós? Aquele que substituiria a Jesus aqui na Terra, já que o Senhor havia assumido a forma limitada da humanidade e teria que “preparar-nos lugar” (Jo 14:1-3) no Santuário celestial, e seria Ele, o Espírito Consolador que daria o poder necessário para sermos filhos de Deus (Jo 1:12), o mesmo que Ele concedeu a Jesus em Seu ministério terrestre (Lucas 3:22)! Será que as orações dirigidas a esse Amigo divino não seriam aceitas pela Trindade?
Desejo enfatizar que, no plano da Salvação, o Pai, o Filho e o Espírito receberam, cada Um, Suas “incumbências”. Poderíamos indagar: “Por quê teria de ser Jesus o Sacrifício? Por quê não o Pai ou o Espírito?” Eles, entre Si, definiram, penso eu mesmo antes da criação do primeiro ser criado no vasto Universo, antes dos anjos existirem, enfim, Eles assumiram Suas “incumbências” e as realizaram dentro do prazo também definido. Portanto, assim como eu sou livre para fazer escolhas, Deus – as três Pessoas divinas – é livre para tomar Suas decisões pessoais! Daí vem o fato de a Bíblia não orientar nossas orações ao querido Espírito ou a Jesus (pelo menos não de forma explícita!). Cada Um com Suas atribuições!!!
Assim, sabendo que o bom Consolador me guia, me dá forças, me convence dos meus erros, me converte, pode falar comigo como Ele falava aos profetas e discípulos (veja, por exemplo, Atos 13:2), intercede por Mim de tanta vontade que Ele tem de me salvar (Rm 8:26), seria ou ignorância espiritual ou ingratidão minha, não orar a este Amigo invisível!!! 
Se nossos irmãos no passado não pararam para pensar nisso, ainda maior é nossa obrigação em perceber essa verdade: apesar de quando oramos ao Pai, ou ao Filho ou ao Espírito, estarmos orando a “Deus”, assim como cada um dEles tem atividades distintas em nossa salvação, por que não orar a cada Um com uma gratidão específica? Pensemos nisto. (Hendrickson Rogers)

4 comentários em “É Correto Orar ao Espírito Santo?

  • junho 19, 2011 em 7:46 pm
    Permalink

    Realmente muito interessante, já havia parado para pensar nisso… Jesus disse que deveríamos pedir ao Pai em seu nome. Não sendo isso entretanto uma regra!
    Muitas vezes pedimos ao nosso Pai: “Pai querido te peço xxxxx em nome de Seu Filho Jesus!” Temos também o costume de na oração colocar Jesus na segunda pessoa do discurso e com ele desabafarmos da mesma maneira que falamos com um amigo íntimo.”Jesus aconteceu xxxxxxxxx me senti assim e gostaria de pedir sua ajuda. Já por saber que é o Espírito de Deus que nos convence do pecado da Justiça e do juízo, peço que ele atue em meu dia a dia e seja sempre aquela vozinha que concede sabedoria em todas as horas. “Espírito Santo, não desista de mim! Da-me força para fazer o que é certo! Convence-me de que xxxxxxxxx é algo errado, faça com que eu abandone tal prática!” Amém… E pensar que já calculei minhas orações, rsrsrsr Por um tempo policiava-me para só pedir a Deus Pai, sempre em nome de seu Filho!dá para acreditar?!

    Resposta
  • junho 19, 2011 em 7:46 pm
    Permalink

    Realmente muito interessante, já havia parado para pensar nisso… Jesus disse que deveríamos pedir ao Pai em seu nome. Não sendo isso entretanto uma regra!
    Muitas vezes pedimos ao nosso Pai: "Pai querido te peço xxxxx em nome de Seu Filho Jesus!" Temos também o costume de na oração colocar Jesus na segunda pessoa do discurso e com ele desabafarmos da mesma maneira que falamos com um amigo íntimo."Jesus aconteceu xxxxxxxxx me senti assim e gostaria de pedir sua ajuda. Já por saber que é o Espírito de Deus que nos convence do pecado da Justiça e do juízo, peço que ele atue em meu dia a dia e seja sempre aquela vozinha que concede sabedoria em todas as horas. "Espírito Santo, não desista de mim! Da-me força para fazer o que é certo! Convence-me de que xxxxxxxxx é algo errado, faça com que eu abandone tal prática!" Amém… E pensar que já calculei minhas orações, rsrsrsr Por um tempo policiava-me para só pedir a Deus Pai, sempre em nome de seu Filho!dá para acreditar?!

    Resposta
  • setembro 28, 2011 em 11:56 pm
    Permalink

    Obrigado por estudar conosco aqui no blog Jammily! Continue em comunhão com o Céu e isto se verificará em seus frutos, pois Jesus é a Videira, o Pai é o Agricultor e o Senhor Espírito faz Seu fruto (Gl 5:22,23) nascer nos ramos ligados a Cristo!

    Resposta
  • setembro 28, 2011 em 11:56 pm
    Permalink

    Obrigado por estudar conosco aqui no blog Jammily! Continue em comunhão com o Céu e isto se verificará em seus frutos, pois Jesus é a Videira, o Pai é o Agricultor e o Senhor Espírito faz Seu fruto (Gl 5:22,23) nascer nos ramos ligados a Cristo!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: