Seis dias na Criação ou seis mil anos?

2 Peter 3:8 declara que ‘um dia é para o Senhor como mil anos’, portanto os dias da Criação poderiam ser longos períodos de tempo.
 Resposta
1.      Esta passagem não está relacionada com a criação – não se refere a Gênesis ou aos seis dias da criação.
2.      Este versículo tem o que é chamado artigo comparativo – “como” – que não é visto em Gênesis 1. Ou seja, não está a dizer que um dia é mil anos – está a comparar um dia literal e real com mil anos literais e reais. O contexto desta passagem é a segunda vinda de Cristo. Diz que, para Deus, um dia é como mil anos, porque Deus é intemporal. Deus não está limitado por processos naturais e pelo tempo como os seres humanos estão. O que para nós parece ser um longo período de tempo (esperando a segunda vinda), ou um curto espaço de tempo, para Deus não é significativo, em ambas as situações.
3.      A segunda parte do versículo diz: “e mil anos como um dia” que, em essência, cancela a primeira parte do versículo para aqueles que querem igualar um dia a mil anos! Portanto, não pode está dizendo que um dia é mil anos ou vice-versa.
4.      Salmo 90:4 declara: “Mil anos diante de Ti, são como o dia de ontem que já passou, ou como uma vigília da noite.” Aqui, mil anos estão a ser comparados com uma “vigília na noite” (período de quatro horas para os romanos e de três para os judeus!). Como a frase “vigília na noite” está relacionada de uma forma particular com “ontem”, isto significa que mil anos são comparados com um curto período de tempo, não simplesmente um dia.
5.      Se alguém usou esta passagem para alegar que dia na Bíblia significa mil anos, então, para ser consistente, teria de se dizer que Jonas esteve no ventre do peixe três mil anos, ou que Jesus ainda não ressuscitou dos mortos!
Fonte:  Answersingenesis.org. Adaptação dos idiomas português (POR) e português (BRA) por Hendrickson Rogers. 

Deixe uma resposta