Bactérias “vidradas”!

O artista britânico Luke Jerram iniciou sua carreira prfissional em 1997 e já criou inúmeros projetos artísticos. Em seu trabalho com vidro chamado Glass Microbiology ele apresenta esculturas de seres microscópicos feitos em vidro.
Para criar suas esculturas, Jerram consulta virologistas da Universidade de Bristol e usa uma combinação de fotografias e modelos, com a colaboração de mestres vidreiros experientes. O artista explica que por razões científicas ou estéticas, livros, revistas e vídeos sempre trazem os vírus coloridos quando, na realidade, eles não possuem cor alguma, pois são menores que o comprimento de onda de luz. Ele acredita que extraindo-se a cor e transformando os vírus em belas  esculturas de vidro parecidas com jóias, é possível criar uma tensão complexa entre a beleza das peças e as enfermidades que elas representam.
Fonte: Bocaberta. Edição e correção ortográfica por Hendrickson Rogers.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: