A Igreja Adventista do Sétimo Dia e o Israel nação

Igreja Adventista do Sétimo Dia e
Israel-Nação: origens fantásticas, objetivos grandes. Povos que incomodam
as nações.

Adventistas por nação


Os adventistas do sétimo dia somam apenas 15 milhões de pessoas ao redor do mundo e se fossem todos reunidos num único lugar não preencheriam nem a cidade e a região metropolitana de São Paulo. O interessante é que milhares de pessoas gastem seu tempo acessando sites, blogs e lendo livros de uma religião tão pequena… seria porque a mensagem dessa religião é tão grande, mas tão grande que incomoda? De fato, a Igreja Adventista do Sétimo Dia é como Israel-Nação em muitos aspectos. Israel é uma nação tão pequena, mas com uma cultura que influencia o mundo todo. Um povo com uma história tão fantástica, com objetivos e uma audácia tão grande que incomoda. Incomoda seus vizinhos com suas pretensões de terem o controle de Jerusalém, incomoda os muçulmanos com suas pretensões de serem os legítimos herdeiros da promessa que Deus fez a Abraão. Incomodam a todos por seu número fantásticos de Prêmios nas diversas áreas do conhecimento humano que desafiam a lógica (Referências 1, 2 e 3). Incomodou um líder Alemão. Incomodou um Líder de Anjos.

Judeus por nação

Os adventistas são como Israel. Origem Fantástica, mensagem incomum, e tão grande
que incomoda por  onde passa. Pretensos Guardiões da Lei de Deus? Os
hebreus se sentem escandalizados. Igreja Verdadeira? Desafia todo o mundo
cristão. Não comem carne de porco? São uma interrogação para os seguidores de
Maomé que também não comem porco e não entendem como pode existir tal tipo de
cristão. Os adventistas possuem uma audácia maior do que os israelitas
modernos. Os hebreus querem apenas o controle de Jerusalém. Os adventistas querem
estar presentes em cada cidade do mundo com suas igrejas, escolas e demais
instituições. Um projeto que avança por onde passa. Como não incomodar? Os
hebreus possuem escritos espalhados pelo mundo. Que são considerados tão bons
que outros ajudaram a replicar. Por exemplo: Os cristãos praticamente
distribuíram o antigo testamento em dezenas de línguas e quase que
gratuitamente. Os adventistas possuem escritos que outros não ligados a
denominação também ajudam a distribuir: imprimindo, copiando, replicando. E em
muitos casos, gratuitamente. Os hebreus incomodam as pessoas só de olharem
para elas. Essas pessoas sabem o que esse sangue representa. Os adventistas
incomodam a muitos sem nem abrir a boca. O mundo sabe o que eles
representam. E quem não sabe, saberá. (Fonte: Adventismo em Foco
Nota: “Portanto,
vos digo que o reino de Deus vos será tirado e será entregue a um povo que lhe
produza os respectivos frutos” (Mt 21:43). Este foi o veredito dado por
Deus a Israel e o mesmo vale para todas as denominações que pretendem ser a
continuação da Igreja primitiva de Atos dos apóstolos, mas não a imitam! O
certo é que, no fim, à época da volta de Deus à Terra, só existirão dois povos:
“Irou-se o dragão contra a mulher e foi pelejar com os restantes da sua
descendência, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus”
(Ap 12:17), ou seja, os que seguem o “dragão” (Satanás) e os que
restaram da genuína religião de Jesus, o povo da Bíblia. E esses, não possuem
nome. Só caráter e bons frutos! (Hendrickson Rogers)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: