O ciclo semanal na Terra após os Mil anos de Apocalipse 20 – um paralelo revelador! (Parte 2)

Antes do término dos
3,5 anos de Seu ministério terrestre, o Cristo atraiu a todos na cruz. “E eu,
quando for levantado da terra, atrairei todos
a mim mesmo” (Jo 12:32). E, talvez, faltando 36 horas para o fim dos primeiros
três anos e meio pós-milenários (lembre-se, o Homem Jesus faleceu por volta das
15h de uma sexta-feira, Mt 27:46 e Mc 15:42 e ressuscitou na “alta madrugada”,
Lc 24:1, “sendo ainda escuro”, Jo 20:1; talvez entre 3 e 6 horas!), aconteça o
evento que levou Deus a esperar o tempo necessário para que esse momento
chegasse – a vindicação de Jesus Cristo e, portanto, de toda a Trindade, o
momento onde “todos” em todo o universo e especificamente na Terra, salvos e
perdidos, bons e maus, anjos e demônios, terrestres e extra-terrestres, “todos”
reconhecerão o caráter honesto e incomparavelmente misericordioso de Deus! O
Rei dos reis e o Senhor dos senhores, JAVÉ Deus dirá: “Por mim mesmo tenho
jurado; da minha boca saiu o que é justo, e a minha palavra não tornará atrás”.
E diante dEle “se dobrará todo
joelho, e jurará toda língua” (Is
45:23)! “Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está
acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é
Senhor, para glória de Deus Pai” (Fp 2:9-11). “Benigno e misericordioso é JAVÉ,
tardio em irar-se e de grande clemência. JAVÉ é bom para todos, e as suas ternas misericórdias permeiam todas as suas obras. Todas
as tuas obras te renderão graças, JAVÉ; e os teus santos te bendirão. Falarão
da glória do teu reino e confessarão o teu poder, para que aos filhos dos
homens se façam notórios os teus poderosos feitos e a glória da majestade do
teu reino. O teu reino é o de todos os séculos, e o teu domínio subsiste por todas as gerações” (Sl 145:8-13). “Todas as nações lembrarão de Deus, JAVÉ,
todos os povos da terra se voltarão
para ele, e todas as raças o
adorarão. Pois JAVÉ é Rei e governa as nações. Todos os orgulhosos se curvarão na sua presença, e o adorarão todos os mortais, todos os que um dia vão morrer. As pessoas dos tempos futuros o
servirão e falarão às gerações seguintes a respeito de Deus, o Senhor. Os que
ainda não nasceram ouvirão falar do que ele fez: ‘Deus salvou o seu povo!’” (Sl
22:27-31, NTLH); “por isso, todas as nações virão e adorarão diante de ti, porque
os teus atos de justiça se fizeram manifestos” (Ap 15:4).
Que evento universalmente
espetacular este, não? Deus, o nosso precioso Pai do Céu, o nosso precioso
Salvador e Consolador, merecem! Além do mais, antes da morte eterna do mal,
assim como antes da morte do Cordeiro de Deus, todos precisam enxergar a
justiça e a misericórdia de Deus em Suas ações para que todo o universo seja
vacinado pela dose exata contra o mal para todo o sempre. “Nunca mais haverá
qualquer maldição” (Ap 22:3)! Amém. O amor e a organização de Deus me fazem
crer nessa vacina eterna!
Antes de Jesus afirmar
que quando Ele fosse levantado da terra atrairia a todos, Ele afirmou algo revelador, tanto para aquela época, quanto
para o período pós-milenário: “Chegou o momento de ser julgado este mundo, e
agora o seu príncipe será expulso” (Jo 12:31).

Possível
significado literal de João 12:31
Embora Satanás, o
“príncipe deste mundo” (Jo 14:30 e 16:11, NVI) tenha sido expulso do Céu por
Jesus Cristo, na função de arcanjo Miguel (Ap 12:7-9 e I Ts 4:16, ARC), antes
mesmo de existir a humanidade (Gn 3:1), ele ainda tinha certa liberdade para
acusar os que Deus estava salvando (Jó 1:6). Não creio que ele fazia isso
entrando no Céu de onde fora expulso (Ap 12:8,9); mas, possivelmente, ele
acusava diariamente os santos (Ap 12:10) para os anjos de Deus e estes, quando
compareciam diante do Pai (Mt 18:10) relatavam suas acusações! (Compare a
expressão “diante do nosso Deus” de Apocalipse 12:10, ARA, com I
Tessalonicenses 1:3 e 3:9, e perceba como ela pode não ser literal! E em Gn
18:21,22 veja como os anjos de Deus são Seus representantes). Ao se aproximar o
tempo da crucifixão de nosso Redentor (Jo 12:32), no entanto, Satanás perdeu a
regalia de ser ouvido por aqueles anjos e também foi “expulso” da aparente
relação existente entre eles. (Em Lucas 10:18 o Senhor Jesus disse: “Eu via
Satanás caindo do céu como um relâmpago”. Se esta cena observada por Cristo for
a mesma de Apocalipse 12:12 que diz: “Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que
neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de
grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta”, podemos até entender que,
embora o arquiinimigo não tivesse mais acesso ao Céu, é como se ele
conseguisse, por meio de alguma passagem no espaço-tempo, wormhole, fenda espacial, chegar aos portões celestiais (Sl 24:7),
para realizar suas acusações diárias (Ap 12:10). Os anjos incontaminados devem
ter decidido cortar permanentemente qualquer ligação amistosa com os demônios,
se é que tal relação existia após a expulsão deles do Céu, quando o caráter
irremediavelmente vil, corrupto e cruel dos ex-habitantes celestes se revelou
completamente em seu trato com Jesus – o próprio Pai deles no formato encarnado
(Cl 1:16), em algum momento anterior a cruz!).

Possível
significado pós-milenário de João 12:31
Muito próximo do fim
dos 1260 dias, quando o Senhor Jesus em Seu “trono branco” (Ap 20:11) concluir
o julgamento individual/coletivo dos perdidos de todas as épocas (Ap 20:13), então
“a serpente” dará continuidade a seu plano enganador de invadir a Cidade Santa
com os perdidos. Ora, a Santa Cidade desceu do Céu e aterrissou, caso contrário
o exército monstruoso sem asas não poderia tê-la sitiado nos primeiros 40 dias (Ap
20:9)! Então, ao assediar seus soldados para o ataque, Satanás se depara com
uma generalizada não correspondência! O veredito de todos eles já foi dado e
eles sabem que, por não terem recebido o sacrifício do Cordeiro de Deus no
lugar deles, terão eles mesmos que sofrê-lo! Se cumprirá, agora, com precisão,
a profecia dada por JAVÉ Deus a Isaías: “Como cessou o opressor! Como acabou a
tirania! Quebrou JAVÉ a vara dos perversos e o cetro dos dominadores, que
feriam os povos com furor, com golpes incessantes, e com ira dominavam as
nações, com perseguição irreprimível. Já agora descansa e está sossegada toda a
terra. Todos exultam de júbilo [os de dentro da Cidade Santa]. Até os ciprestes
se alegram sobre ti, e os cedros do Líbano exclamam: Desde que tu caíste,
ninguém já sobe contra nós para nos cortar. O além, desde o profundo, se turba
por ti, para te sair ao encontro na tua chegada; ele, por tua causa, desperta as
sombras e todos os príncipes da terra e faz levantar dos seus tronos a todos os
reis das nações. [Isso há quase três anos e meio atrás! Porém, ao serem seduzidos
e convocados por Satanás para a peleja após o juízo final, todos, me parece que
até os outros anjos caídos…] Todos estes respondem e te dizem: Tu também,
como nós, estás fraco? E és semelhante a nós? Derribada está na cova a tua
soberba, e, também, o som da tua harpa; por baixo de ti, uma cama de gusanos, e
os vermes são a tua coberta. Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filho da
alva
! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! Tu dizias
no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu
trono e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do Norte; subirei
acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo. Contudo, serás
precipitado para o reino dos mortos, no mais profundo do abismo. Os que te
virem te contemplarão, hão de fitar-te e dizer-te: É este o homem que fazia
estremecer a terra e tremer os reinos? Que punha o mundo como um deserto e
assolava as suas cidades? Que a seus cativos não deixava ir para casa?” (Is
14:4-17). “Chegou o momento de ser julgado este mundo, e agora o seu príncipe será expulso” (Jo 12:31)! “O diabo, o
sedutor deles, foi lançado para
dentro do lago de fogo e enxofre, onde já se encontram não só a besta como
também o falso profeta; e serão atormentados de dia e de noite, pelos séculos
dos séculos” (Ap 20:10).
Talvez Deus fique em
silêncio durante um dia e meio, apenas para o universo observar a última
tentativa satânica de destruir o reino de Deus e a divindade de Jesus! Assim
como o Homem Jesus silenciou por 1,5 dia, na tumba, talvez Ele silencie e
assista a mal-sucedida obra de Satanás sobre toda a Terra e a recusa dos
perdidos em serem seus soldados suicidas mais uma vez! O Senhor Espírito não
estará atuando nos perdidos desde que eles pecaram contra Ele (Mc 3:29). Assim,
possivelmente, Deus restringirá a feitiçaria satânica (Ap 18:23) sobre a mente
dos não salvos ou a recusa dos anjos maus em auxiliar Satanás nessa última
investida impossibilite sua sedução sobre “todo o mundo” (Ap 12:9). Também é
possível que, a maravilhosa influência de Jesus, mesmo sobre almas
inalcançáveis, as torne menos propensas ao dragão e seus anjos, ou uma
combinação de todas essas possibilidades!
Outro detalhe: o que
comerão os perdidos durante todos esses anos após sua ressurreição? Não
encontrei nada nas Escrituras, ainda; senão o que sempre elas nos ensinaram –
para cada bênção criada por Jesus, o inimigo constrói uma contrafação
amaldiçoadora! Logo, assim como os refrigerantes (só no nome!) e pseudo-alimentos
industrializados que tão alegremente são consumidos por muitas famílias há
séculos (muitas das quais estarão reunidas dentro e fora das fileiras do exército do mal!), sem dúvida o gourmet maligno servirá para seu
exército algo do tipo, ou não, pois, isto definharia muito mais rapidamente
seus soldados! Além do mais, vários desses produtos demandam o natural fruto da
terra e será que ela produzirá sua flora novamente após o retorno de Jesus?
Seria o caso de, durante os mil anos, Satanás e seus anjos lavrarem a Terra com
esse fim? É possível. Lembre-se de que, a multidão dos não redimidos possuirá idosos,
mulheres e crianças, os quais podem preparar a alimentação dos soldados durante
todo aquele tempo.
Mais um: o
Todo-poderoso Deus cobrirá Sua destruidora glória para Se comunicar com os
perdidos nos quase 3,5 anos de julgamento. Caso contrário, nenhum réu
sobreviveria tempo suficiente para reconhecer a justiça de seu veredito!
Talvez, JAVÉ em carne apareça no “trono branco” como Ele apareceu aos discípulos
após Sua ressurreição (Lc 24:36-43). No entanto, mesmo velada, a presença de
Deus amedronta e causa terror aos perdidos (cf. Lc 4:33,34)! 

O
sistema solar e o Sábado
“Enquanto durar a terra, não
deixará de haver sementeira e ceifa, frio e calor, verão e inverno, dia e
noite” (Gn 8:22). Ao que parece, os
movimentos de rotação e translação da Terra não serão alterados mesmo após as 7
últimas pragas (Ap 16) e a terrível e maravilhosa volta do Senhor Jesus! O
ciclo semanal culminando no sábado do sétimo dia ocorrerá ordinariamente, de
modo que, quando os salvos com a Cidade Santa adentrarem a Terra, isso
acontecerá mil anos (talvez um pouco mais) depois daquele dia em que voltará
nosso Salvador Jesus, ou seja, os salvos seguirão a ordem original dos dias e
no sétimo, o santo e abençoado sábado, descansarão com Seu Criador precioso (Is
66:23) lá dentro da Belíssima Cidade!

Mas, e quanto aos
perdidos que estão fora da Cidade de Deus? Eles não santificarão nenhum dos
sábados durante os três anos, sete meses e dez dias! Nos primeiros cinco
sábados (dentre os 40 dias iniciais) eles estarão congregados com seu líder
Satanás fortalecendo-se e sitiando a Nova Jerusalém (Ap 20:7). Nos próximos 175
sábados (três anos e meio menos os 40 dias iniciais) todos eles estarão
congregados no Tribunal de Cristo até sua execução em massa. E nos últimos 5
sábados (40 dias após os 3,5 anos pós-milenários) da história do pecado, este
estará sendo consumido e exterminado eternamente pelo (e juntamente com) o lago
de fogo (Ap 20:14,15)! Hendrickson Rogers

Prezados leitores do blog, esta pesquisa está em construção desde 1°/2/2012. Aguardem seu desfecho, se Deus permitir! Bom estudo, bons comentários e críticas. Abraço. (Hendrickson Rogers)
1ª parte desta pesquisa AQUI.  

Deixe uma resposta