Primeiro Fórum Alagoano de Liberdade Religiosa e Cidadania

“O cidadão e suas crenças no Estado Democrático de Direito”, será o tema do encontro, cujo objetivo principal consiste emgerar um espaço de reflexão e análise em torno da questão da liberdade religiosa, que tem alcançado grande destaque nesse início de Século.
Filiada à IRLA, a ABLIRC realizou mais de 30 Fóruns e mais de 50 Simpósios em várias cidades do Brasil, desde sua fundação em 2004. Edson Rosa, Diretor Executivo da IRLA na América do Sul fará a palestra magna, ocasião na qual apresentará o “Panorama Mundial de Liberdade Religiosa”, e fará um breve relatório do 7º Congresso Mundial de Liberdade Religiosa, ocorrido em Punta Cana, República Dominicana, no mês de Abril.
Para Magno Alexandre Ferreira Moura, Promotor de Justiça, “a liberdade religiosa consiste num dos Direitos mais caros ao ser humano. Trazer esse assunto para o espaço público é investir na dignidade das pessoas”, declara o Promotor.
Nesse primeiro Fórum Alagoano de Liberdade Religiosa e Cidadania serão debatidos temas como “Aspectos Constitucionais da Liberdade Religiosa” e “ A violação do Direito à Liberdade Crença como semente do genocídio cultural e religioso”.
“As sementes do genocídio são plantadas de forma sutil e paulatina, mas quando germinam produzem uma colheita nefasta, como a História tem registrado com fatos como o Holocausto e outros eventos”, declara a pesquisadora Anna Cecília Americano Bonamico, uma das palestrantes.
“A rede educacional adventista tem a liberdade religiosa em alta consideração, razão pela qual trata do assunto como um tema transversal no Ensino Médio”, declara Enildo Nascimento, Conselheiro da ABLIRC e Diretor da Rede de Escolas Adventistas na Região Nordeste.
O Procurador Geral de Justiça do Estado de Alagoas, Dr. Eduardo Tavares Mendes, fará a abertura do Fórum. Várias autoridades civis, religiosas e acadêmicas participarão, dentre as quais Otimar Gonçalves, Presidente da MISAL, instituição apoiadora do evento.
“Maceió oferece todas as condições para se tornar referência nacional no trato das questões envolvendo a liberdade religiosa  ao estabelecer seu 1º Fórum sobre o tema na sede do Ministério Público, uma das instituições mais respeitadas pela sociedade”,  concluiu o Presidente da ABLIRC, Samuel Gomes de Lima.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: