A corrupção científica somada à ganância inescrupulosa da indústria farmacêutica e os (pseudos)tratamentos do CÂNCER! (3ª parte)

Mais sobre tratamentos ortodoxos de câncer Você provavelmente acredita que a verdadeira taxa de cura dos tratamentos de câncer está por volta de 40% e é crescente. Essa crença é o resultado de uma variedade ampla de truques elegantes estatísticos (que serão discutidos na Parte 2 desse artigo). O fato é que quando você é diagnosticado com câncer, e você não usa nada além de tratamentos ortodoxos, sua chance de sobreviver ao seu câncer (e sobreviver ao seu tratamento de câncer) é de apenas 3%. Além disso, mesmo os 3% que sobrevivem têm seus corpos tão severamente danificados que se tornam vulneráveis a futuros acometimentos de câncer.
Aqui está o que realmente acontece ao típico paciente com câncer:

Passo 1) O paciente vai ao médico e é diagnosticado com câncer,
Passo 2) O cirurgião de câncer corta fora as partes do corpo com alta concentração de células cancerosas,
Passo 3) Os oncologistas receitam ao paciente quimio e/ou radioterapia,
Passo 4) Eles enviam o paciente para casa “em remissão,”
Passo 5) O câncer logo aparece de novo (porque eles realmente não curaram o paciente),
Passo 6) Voltar ao Passo 1)

Esse ciclo continua até que o paciente é encaminhado para casa, para morrer (claro, eles são mandados para casa, para morrer, depois de mais uma rodada de quimioterapia e radioterapia). Logo o paciente morre. Esse é virtualmente o ciclo para todos os pacientes com câncer.  A única diferença entre um paciente e outro está no número de vezes em que o ciclo é repetido.

Isso é Medicina?
Daqui a cem anos os médicos da época olharão para a “Medicina” de hoje com total e absoluta repugnância. Não há absolutamente nenhuma desculpa para o que está acontecendo, hoje, na Medicina. Mesmo aqueles que param com esse contra-senso e vão para a Medicina Alternativa têm problemas sérios. A quimioterapia, a radioterapia e a cirurgia virtualmente destroem o sistema imunológico da pessoa. Um tratamento natural bem delineado, por outro lado, que realmente incluirá vários produtos diferentes que fazem coisas diferentes, construirão realmente o sistema imunológico da pessoa para ter certeza de que o câncer não retornará. Mas a Medicina Alternativa não pode remendar um sistema imunológico que tenha sido destruído. Por essa razão, os tratamentos alternativos mais potentes de câncer não dependem do sistema imunológico. 

Mas é ainda pior. Primeiro, noventa e cinco por cento dos pacientes com câncer que procuram tratamentos alternativos já foram dados como mortos pela Medicina Ortodoxa. Em outras palavras, eles primeiro foram à Medicina Ortodoxa, seus corpos foram destruídos pela Medicina Ortodoxa, ENTÃO eles decidiram ir para os tratamentos alternativos de câncer. Segundo, porque tão poucos tratamentos alternativos de câncer podem curar pessoas que foram mandadas para casa, para morrer, pela Medicina Ortodoxa, muito poucos pacientes com câncer encaminhados para casa, para morrer, escolhem um tratamento forte o suficiente para lhes dar uma chance de lutar. Em outras palavras, muito poucos desses pacientes com câncer escolhem um dos mais potentes tratamentos alternativos de câncer. Essas duas coisas criam uma desvantagem grave para a Medicina Alternativa. A Medicina Alternativa perdeu de 1 a 4 anos de tratamento desse paciente e de reforço do seu sistema imunológico – porque o paciente estava usando tratamentos ortodoxos. Além disso, depois dos tratamentos ortodoxos, o paciente está em condição física e mental muito piores do que estava quando foi primeiro diagnosticado.Por isso é que há tão poucos tratamentos alternativos de câncer que atingem uma taxa verdadeira de cura de 50% nesses pacientes. 


Se colocarmos tudo isso junto, chegamos aos seguintes fatos:
1) Quase 100% de todos os novos pacientes diagnosticados com câncer procuram a Medicina Ortodoxa primeiro.
2) Aproximadamente 97% desses pacientes morrem, ou são enviados para casa, para morrer e morrem mais tarde devido ao seu câncer e/ou seu tratamento de câncer.
3) Somente uma pequena porcentagem de pacientes com câncer mandados para casa, para morrer, procura, alguma vez, tratamentos de câncer alternativos, eles simplesmente vão para casa e morrem.
4) Dos que procuram tratamentos alternativos de câncer, só uma pequena porcentagem escolhe um tratamento forte o suficiente para lhes dar uma chance de 50% de sobrevida.
É de admirar que mortes por câncer continuam crescendo apesar do poder de alguns tratamentos alternativos de câncer?

Então, qual é a taxa de cura de pacientes com câncer recém diagnosticados que buscam exclusivamente a Medicina Alternativa? Depende de quão perigosos são seus cânceres e qual tratamento eles escolhem. Há mais de 300 tratamentos alternativos de câncer. Se eles escolhem a melhor alternativa para sua situação, logo após serem diagnosticados, uma verdadeira taxa de 90% ou mais de cura é relativamente fácil de atingir. Além de tudo, há pelo menos duas dúzias de tratamentos alternativos que podem chegar perto de 90% de taxa verdadeira de cura igualmente para aqueles que usam exclusivamente tratamentos alternativos de câncer. O surpreendente é que a Medicina Ortodoxa teve suas oportunidades para ter sua taxa de cura de 90%. Há duas substâncias que permitem a quimioterapia de atingir com segurança as células cancerosas: a insulina e a DMSO. A insulina permite que pequenas quantidades de quimioterapia atinjam as células cancerosas devido à maneira que ela trabalha com as membranas da célula. O tratamento é chamado Terapia de Potenciação com Insulina (IPT, da sigla em inglês). A DMSO realmente se liga a pequenas quantidades de determinadas drogas quimioterápicas. A DMSO, que possui uma afinidade muito alta com células cancerosas, então empurra a quimioterapia para dentro da célula, junto com ela. Neste website, esse tratamento é chamado Terapia de Potenciação DMSO (DMSO Potentiation Therapy – DPT). A DPT e a IPT são tratamentos fáceis de serem combinados. É um tratamento muito potente. Mas não pergunte ao seu oncologista sobre o mesmo, ele, ou ela, provavelmente nunca ouviu falar dele. Porque esses dois tratamentos usam doses muito baixas de quimioterapia (aproximadamente 1/10 de uma dose normal), e porque a quimioterapia atinge as células cancerosas, esses dois tratamentos são muito potentes e não têm praticamente nenhum efeito colateral. 


Mas a Medicina Ortodoxa não usa suas próprias descobertas! Ela prefere ter uma taxa de 3% do que uma taxa de cura de 90%!! Veja esse artigo sobre essas duas substâncias: Artigo: DMSO – A bala mágica para câncer (DMSO – The Magic Bullet For CâncerEntão, se isso é verdade, e é verdade, por que você nunca ouviu isso na televisão umas cem vezes durante toda a sua vida? Por que astros de cinema, “repórteres investigativos”, etc. constantemente não elogiam a enorme superioridade dos tratamentos alternativos de câncer?


Por que você não ouviu falar dessas coisas antes Tudo o que você ouve durante a sua vida não é baseado em quem é mais verdadeiro, mas, sim, em quem tem mais dinheiro. Se você não imaginou isso até agora, é melhor imaginar rapidamente. O norte-americano médio não sabe absolutamente nada sobre tratamentos alternativos de câncer, exceto rumores sobre pessoas que provavelmente usaram o tratamento errado. Vamos considerar as razões para essa falta de informação acurada e útil sobre tratamentos alternativos de câncer com a seguinte lista de fatos: 


Fato no.1) Quase todo norte-americano obtém a vasta maioria das suas informações, diretamente ou indiretamente, na mídia, que inclui televisão, rádio, jornal, revistas etc. Somente a Internet, livros e e-mails não seriam considerados parte da “mídia”.
Fato no. 2) A indústria farmacêutica gasta US $3 bilhões, por ano, em propaganda na mídia.
Fato no. 3) Na década de 1940, o livro: The Drug Story (A história da droga) foi publicado pelo dono de jornal Morris Bealle. Esse livro expôs a enorme corrupção na mídia devido aos dólares de propaganda. Em outras palavras, ele expôs por que os jornais (isso foi antes da televisão) recusavam dizer a verdade sobre a corrupção das corporações devido ao medo de perder os dólares de propaganda dessas mesmas corporações corruptas. Entretanto, era bastante conhecido, bem antes da década de 1940, que o dinheiro da propaganda influenciava a mídia. Na verdade, isso ficou sabido não mais tarde do que a década de 1880. Em outras palavras, por mais de 100 anos, a mídia compreendeu claramente que se você diz coisas na mídia que são verdadeiras, mas, que reduzem os lucros dos seus anunciantes, você rapidamente perderá não somente a receita da propaganda daquela companhia, mas, possivelmente, de muitas outras companhias também (que também temem qualquer tipo de honestidade). Consideremos esse trecho da fala de um famoso jornalista a um grupo de outros jornalistas, ocorrida na década de 1880:


“Não existe nada como uma imprensa independente, na América, até o dia de hoje da história do mundo [1880]. Você sabe disso e eu sei disso. Não há sequer um de vocês, aqui, que se atreva a escrever suas opiniões honestas, e se o fizesse, você sabe de antemão que elas nunca apareceriam escritas. Eu sou pago semanalmente para manter minhas opiniões honestas fora do jornal ao qual eu estou ligado. A outros de vocês são pagos salários semelhantes para coisas semelhantes, e qualquer um de vocês que fosse bobo o suficiente para escrever opiniões honestas estaria na rua, procurando outro trabalho. Se eu permitisse que minhas opiniões honestas aparecessem em um número do meu jornal, antes de vinte e quatro horas meu trabalho teria desaparecido. O serviço dos jornalistas é destruir a verdade, mentir completamente, perverter, deturpar, difamar, bajular a riqueza e vender seu país e sua raça [humana] em troca do seu pão de cada dia. Você sabe e eu sei, e que asneira é essa de brindar a uma imprensa independente? Nós somos ferramentas e vassalos de ricos homens por trás dos bastidores. Somos os “jumping jacks”[1], eles dão corda e nós dançamos. Nossos talentos, nossas possibilidades e nossas vidas são propriedades de outros homens. Nós somos prostitutas intelectuais.” (John Swinton (1829-1901) preeminente jornalista de Nova York e chefe do corpo editorial do New York Times. Citado numa noite entre 1880-1883. Transcrito por Upton Sinclair no seu livro de 1919: The Brass Check: A Study of American Journalism, página 400).

Mesmo embora Upton Sinclar fosse famoso em 1919, porque ele estava criticando a corrupção na mídia, ele teve de bancar financeiramente a publicação do seu livro. Absolutamente nada mudou desde a década de 1880.
Fato no.4) Como resultado do item anterior e dos 3 bilhões de dólares gastos pela indústria farmacêutica com a mídia, é requerido aos jornalistas norte-americanos que sejam altamente, altamente leais à indústria farmacêutica. Um único escorregão verbal de um jornalista, no ar ou fora do ar, irá custar-lhe o emprego. A aprovação prévia dos anunciantes é exigida para se dizer algo levemente negativo sobre a indústria farmacêutica. Essas mesmas regras se aplicam à maioria das indústrias, não somente às indústrias farmacêuticas.
Fato no.5) Os tratamentos ortodoxos de câncer (ou seja, cirurgia, quimioterapia, radioterapia e muitos outros) usados na medicina “moderna” são igualmente subservientes à indústria farmacêutica. Na verdade, a medicina “moderna” era corrupta bem antes da indústria farmacêutica “tomar conta” das faculdades de medicina há muitas décadas atrás. Os médicos que estão sob o controle da Associação Médica Americana não possuem permissão para usar qualquer substância natural no tratamento de câncer. Aos “médicos” modernos não se ensina nada a não ser medicina que usa drogas prescritas.
Permite-se que os médicos usem substâncias naturais somente no tratamento dos sintomas das drogas prescritas. Isso é chamado “Medicina Alternativa complementar (CAM, da sigla em inglês)”. A CAM não é desenhada para tratar nenhuma doença! Devido ao dinheiro da indústria farmacêutica: a comunidade médica, a mídia e os políticos são todos subservientes à indústria farmacêutica. Todos estão juntos no mesmo saco. Há muitos livros escritos sobre esses assuntos.
Fato no. 6) Embora as companhias de vitamina possam fazer publicidade na mídia, as substâncias mais potentes que são usadas na maioria dos tratamentos naturais ou alternativos de câncer nunca são anunciadas na mídia. Assim, a mídia recebe $0,00 dólares de propaganda relacionada aos tratamentos alternativos viáveis de câncer. Assim, há uma diferença de $3 bilhões de dólares entre o que a indústria farmacêutica gasta com propaganda e o que ela gasta com as principais substâncias usadas nos tratamentos alternativos de câncer. Há uma diferença igualmente proporcional nas opiniões que você agrega quando assiste ou lê a mídia.
Fato no.7) Levando em conta todos os itens acima, é surpreendente que o norte-americano médio não ouve nada sobre tratamentos alternativos de câncer em qualquer tipo de mídia, mas ouve centenas ou milhares de coisas boas sobre a Medicina Ortodoxa na mídia, todo ano (milhares, se você incluir as propagandas da indústria farmacêutica). Você provavelmente não se lembra de ter ouvido qualquer coisa boa sobre a Medicina Ortodoxa. Toda vez que você assiste a um programa de televisão, que glorifica um médico ou hospital, você está sendo doutrinado. Toda vez que você ouve um programa de notícias que sugere que você deve procurar um médico para resolver algum problema, você está sendo doutrinado. Toda vez que você ouve uma propaganda de um produto farmacêutico, você está sendo doutrinado.
Mas você nunca ouve nada positivo sobre tratamentos alternativos de câncer. Isso é proposital.


Uma razão ainda maior para a grande farsa Mas o problema é muito mais profundo do que só dinheiro de propaganda. A questão da “posse-cruzada” e do “conselho-cruzado” de diretores é uma razão ainda mais significativa para a grande farsa. Por exemplo, no momento em que esse artigo está sendo escrito, a General Electric possui 80% da Rede NBC. A General Electric também possui 14 grandes afiliadas da NBC. A parceira da General Electric, Telemundo (que possui os outros 20% da NBC), possui 16 estações importantes de televisão. A propósito, a GE possui agora a Telemundo. Por que isso é significativo? A General Electric tem uma divisão importante chamada: “GE Healthcare” (Cuidados com a saúde – GE). Essa divisão inclui “GE Medical Systems Information Technologies,” “GE Healthcare Cintricity Pharmacy” (que já vendeu aproximadamente 6 bilhões de receitas) e outras organizações ortodoxas relacionadas à saúde. Todas essas organizações, e muitas outras, estão altamente envolvidas com a Medicina Ortodoxa. Assim, a mesma companhia, General Electric, possui grande parte tanto da mídia quanto da Medicina Ortodoxa. Tudo o que foi dito é apenas a ponta do iceberg. Há a questão do controle do “conselho-cruzado” de diretores, tais como entre as grandes clínicas de pesquisa de câncer e as companhias farmacêuticas. Há também a questão de 42 senadores (42%) dos Estados Unidos possuírem suas próprias ações da indústria farmacêutica. Assim, há a questão da porta giratória entre a FDA e a indústria farmacêutica. Há a questão desvendada por uma investigação do Los Angeles Times que descobriu que mais de 500 empregados dos institutos nacionais de saúde (National Institutes of Health -NIH) estavam recebendo subornos (ou seja, “honorários de consultas externas”) da indústria farmacêutica. Quando a chefia do NIH forçou um ano de moratória desses subornos (porque foram pegos e não devido a um mínimo de integridade), ele foi motivo de chacota para a multidão de empregados do NIH. Siga a trilha do dinheiro e tudo o levará de volta à indústria farmacêutica e à Associação Médica Americana (AMA). Agora você sabe por que o governo e a AMA não querem que você saiba toda a verdadeira história sobre as opções de tratamento do seu câncer. Agora você sabe por que não se permite que os médicos usem substâncias naturais no tratamento do câncer MESMO DEPOIS que a pessoa foi encaminhada para casa, para morrer. Pondere sobre isso cuidadosamente!!

Se a Medicina Alternativa é capaz de ter uma taxa de cura consistente de 90% ou mais, em pacientes recém diagnosticados, então fica claro que a Medicina Ortodoxa também é capaz de ter uma taxa de cura de 90% em pacientes recém diagnosticados se for permitido aos médicos usar substâncias naturais no tratamento da doença. E é exatamente por isso que não se permite que eles usem Medicina Alternativa para tratar a doença. Os 3% de taxa de cura dos tratamentos são tão mais lucrativos do que os tratamentos com taxa de cura de 90% que os “líderes” da Medicina Ortodoxa escolheram intencionalmente suprimir os muito superiores tratamentos alternativos de câncer. Se os médicos pudessem usar Medicina Alternativa nos pacientes enviados para casa para morrer, eles poderiam curar 50% deles. Isso levaria a perguntas sobre por que os tratamentos alternativos de câncer não foram usados primeiro! Por isso é que não se permite que os médicos usem Medicina Alternativa mesmo depois que a indústria farmacêutica e os médicos já têm seu dinheiro e o paciente é enviado para casa para morrer! Esse ponto é tão importante que não pode ser exageradamente enfatizado. Mesmo depois que a Medicina Ortodoxa consegue todo o dinheiro que pode do paciente de câncer, ainda assim não é permitido a ela curar o paciente com Medicina Alternativa. Esse é o fato mais poderoso de todos na batalha entre a Medicina Ortodoxa e a Alternativa. Seria muito embaraçoso para a Medicina Ortodoxa ter seus pacientes curados pela Medicina Alternativa depois que os tratamentos ortodoxos falharam! Portanto, para evitar o embaraço, eles recuam e observam seus pacientes terem uma morte dolorosa. Mesmo que os médicos saibam ou não o que está acontecendo, e possam ou não ser culpados pelo que está acontecendo, fica claro que médicos individuais podem ser severamente criticados por não terem coragem para fazer uma limpeza dentro dos conselhos estaduais e nacional da AMA e defender a saúde dos seus pacientes. Eles podem também ser criticados por não desejarem saber mais sobre os tratamentos alternativos de câncer. A maioria dos médicos não quer “entornar o caldo”. O que você ouve da “indústria do câncer” e da mídia não vem de ninguém preocupado com a sua saúde (ou sua vida), o que você ouve vem de pessoas que se preocupam com seus ativos pessoais. O que você ouve é controlado muito cuidadosamente por uma ampla rede de organizações de “controle-cruzado” e dinheiro de anunciantes.

Realmente, aqueles de nós interessados em dizer às pessoas sobre suas opções de tratamento de câncer se sentem como o reformista Upton Sinclair sentiu em 1919:


Eu estava determinado a fazer alguma coisa sobre a Indústria Condenada de Carne (Condemned Meat Industry). Eu estava determinado a fazer alguma coisa contra as condições de atrocidade em que homens, mulheres e crianças estavam trabalhando nos currais de Chicago. Nos meus esforços de fazer alguma coisa, eu estava como um animal na gaiola. As barras dessa gaiola eram os jornais, que se impunham entre o público e eu; e dentro da gaiola eu vagava para cima e para baixo, testando uma barra atrás da outra, descobrindo que era impossível quebrá-las. (Upton Sinclair, The Brass Check: A Study of American Journalism, página 39).

Mesmo sendo famoso em 1919, Sinclair teve de bancar a publicação desse livro. Com esse controle total da informação pela mídia, e a total dependência dos norte-americanos desse tipo de informação, é surpreendente que praticamente cada paciente diagnosticado com câncer escolha ir para a Medicina Ortodoxa?



Um sumário Vamos sumariar tudo o que foi dito até aqui:
1) Devido à ganância e à corrupção, a Medicina Ortodoxa usa os tratamentos mais lucrativos para câncer, assim sua verdadeira taxa de cura está ao redor de 3%.
2) A verdadeira taxa de cura da Medicina Ortodoxa poderia ser facilmente 90%, ou mais, se ela usasse os tratamentos de câncer ortodoxos mais eficazes ou os tratamentos alternativos de câncer mais eficazes.
3) Devido a uma ampla variedade de problemas, mas principalmente porque a maioria dos pacientes com câncer procura primeiramente os tratamentos ortodoxos de câncer, a taxa verdadeira de cura da Medicina Alternativa é desconhecida, mas está provavelmente ao redor de 10% a 15%.
4) Como a Medicina Ortodoxa, a taxa verdadeira de cura dos tratamentos alternativos de câncer poderia ser 90% ou mais alta se os pacientes de câncer recém diagnosticados procurassem os tratamentos alternativos de câncer ao invés dos tratamentos ortodoxos descobrissem e usassem os tratamentos de câncer alternativos mais eficazes para as suas situações.
5) Assim, a Medicina Alternativa e a Medicina Ortodoxa possuem essencialmente o mesmo potencial, particularmente se a Medicina Ortodoxa usasse os melhores tratamentos alternativos de câncer. Mas um médico corre o risco de perder sua licença médica, e possivelmente o risco de ir para a prisão, usando os tratamentos de câncer mais eficazes, alternativos ou ortodoxos. Assim, procurar os tratamentos ortodoxos é quase um erro devido à corrupção na medicina moderna.
6) Assim, para um paciente recém diagnosticado, por ter a opção de usar tratamentos de câncer alternativos, e a liberdade de procurar a Internet e os livros certos, sua única esperança de alcançar uma alta chance de sobreviver é usar os tratamentos de câncer alternativos.
Em suma, a guerra entre os tratamentos de câncer ortodoxos e alternativos não tem nada a ver com ciência, é uma guerra de informação e liberdade. Do ponto de vista da ciência, se o tratamento certo é escolhido, para uma dada situação, e o paciente evita a Medicina Ortodoxa (exceto em raras situações) devido à sua corrupção, os tratamentos de câncer alternativos são, em muito, superiores. Mas o lado que ganha a maioria dos pacientes com câncer é o lado que possui mais dinheiro.

Em outras palavras, porque são corruptos, a Big Pharma e a Big Medicine possuem mais dinheiro e mais influência sobre a mídia (que é essencialmente possuída e controlada pelas mesmas pessoas que possuem e controlam a indústria farmacêutica), assim quase todos os pacientes com câncer recém diagnosticados escolhem a pior opção possível porque a mídia tem suprimido a verdade, os enganado a pensar que a Medicina Ortodoxa atual é maravilhosa, submetendo-os à lavagem cerebral.

[1] Brinquedo norte-americano que consta de um boneco que pula de dentro de uma caixa de metal quando se aciona uma manivela da mesma.

Fonte: Cancertutor.

Nota: Apesar do tom generalista que o autor usou, não é difícil raciocinarmos da causa para o efeito que a ausência de Deus resulta nas relações humanas. Não é sensacionalismo afirmar que onde não há a fidelidade a Jesus Cristo, reina a corrupção, a crueldade e a morte! Como cristão é meu privilégio convidar ao leitores do blog a reflexão fundamental – você está preparando um caráter à prova de corrupção para a volta do Senhor Jesus? Ou seu instinto de sobrevivência não admite seu Criador e a intervenção dEle em sua história, para salvá-lo do pecado e da morte eterna? O Médico dos médicos aconselha-nos a todos: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus: Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu; Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas. Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te. Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Apocalipse 3:14-22). Eu lhe sugiro Jesus e Sua filosofia, pois, segundo Ele, o resto é filosofia de Satanás, o inimigo da saúde e da vida. Você arriscaria descrer de seu Pai? (Hendrickson Rogers)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: