A Bíblia diz se sua igreja obedece à Deus ou não! (#HistóriasPraMudarSuaHistória)

Raveta e Ivan Stratrov vivem
em Skopje, Macedonia.
Ivan e Raveta cresceram na igreja tradicional da Macedônia.
Após seu casamento, Raveta continuou a frequentar a igreja ocasionalmente, embora Ivan não mais a acompanhasse.
Quando a Bíblia tornou-se disponível na língua macedônica,
Raveta comprou uma cópia. Mas ela não a leu! Ela colocou-a numa prateleira e dela se esqueceu.
Anos mais tarde Ivan, um advogado, teve um ataque cardíaco.
Enquanto se recuperava, ele pediu a Bíblia para Raveta. “Eu sei das leis de
nosso país”, disse ele. “Agora eu quero conhecer as leis de Deus”. Ivan encontrou os
Dez Mandamentos e disse a Raveta que estavam desobedecendo às leis de Deus desde sempre! “Deus diz que não devemos ter outros deuses diante dEle, mas temos
imagens em casa e na igreja”, disse ele. “A Lei diz que Deus é ciumento. Ele quer
que O adoremos, não a santos! E aqui, Deus diz que devemos santificar o sétimo dia e não o primeiro dia da semana”.
Raveta tomou a Bíblia de Ivan e começou a ler por si mesma.
Ela leu durante horas cada dia. Raveta jogou fora as imagens e procurou uma igreja
que santificasse o sábado. Mas ela não conseguia encontrar uma, então o casal decidiu adorar em sua casa no sábado! Frustrada, Raveta chorou: “Deus, por favor, nos
mostre uma igreja!”
Ela ligou a televisão e ouviu um pastor falar sobre a Segunda
Vinda de Cristo – exatamente o que eles estavam estudando! No final do programa, o nome de uma igreja brilhou em toda a tela! Raveta ligou para a estação de
televisão e pediu o número daquela igreja. Ela ligou para a igreja e disse
ao pastor que queria falar com ele. Ele se ofereceu para visitá-los!
Ivan e Raveta metralharam o pastor com perguntas sobre os Dez
Mandamentos e outros textos bíblicos que os incomodavam. O pastor sorriu e
explicou cada assunto com profundidade! Ivan e Raveta ficaram satisfeitos por encontrarem uma igreja obediente à Bíblia e começaram a frequentá-la. 
Eles compartilharam o que estavam
aprendendo com os pais de Ivan. Eles acreditaram e se juntaram à igreja antes mesmo de Ivan, o qual lutava contra o tabaco. Por fim, ele entregou seu vício a Deus e Deus deu-lhe a vitória! Ivan e Raveta foram batizados juntos. “Agradecemos a Deus pelo programa de televisão bíblico que nos levou para uma igreja
onde Deus se deleita em habitar”, diz Raveta.
Tradução e alterações a partir do original por Hendrickson Rogers.

A caixa pequena (#HistóriasPraMudarSuaHistória)

Muka vive em um assentamento
rural,  no norte da Namíbia,
com sua família.

Muka (pronuncia-se moo-KAH) é a terceira esposa de um chefe de Himba, vivendo no norte da Namíbia. Enquanto algumas crianças Himba vão à escola, poucos dos que
permanecem nos assentamentos sabem ler e escrever. Eles passam sua
história e cultura para seus filhos durante os momentos de contar histórias ao redor de uma fogueira a cada noite.

Por mais de 15 anos missionários cristãos têm
trabalhado com os Himba, fazendo amizade com eles, ensinando-lhes a respeito de
Deus, mostrando que Ele se importa! Eles oraram por Muka quando ela estava
gravemente doente e Deus a curou! O marido de Muka respeita os missionários
pelo que eles fazem para ajudar a sua família e seu povo.
Muka se sente feliz com as visitas dos missionários e voluntariamente participa de seus momentos de oração. Ela gostaria de participar dos cultos de
adoração, mas o culto mais próximo fica muito longe para ir a pé, e a família é
muito grande para ir em uma carroça. Assim sendo Muka se contenta em orar a Deus em seus momentos livres.
Recentemente os missionários realizaram uma reunião no acampamento especialmente para o povo Himba. Todo mundo foi convidado e quase todos
compareceram. Nas reuniões, os missionários deram aos chefes um presente especial – um
leitor de MP3 alimentado por energia solar! Eles instruíram como eles deveriam colocar o MP3 ao sol para carregar as baterias e como ligá-lo para ouvir histórias bíblicas em sua própria língua!
Voltando para casa, o marido de Muka deu um leitor de MP3 para sua primeira esposa para ouvir. Quando ela terminou de ouvir as histórias, ela
passou para Muka para que ela e seus filhos pudessem ouvir as histórias de Deus. Depois ela
passou para a próxima esposa e, assim, durante o círculo noturno das famílias as
histórias de Jesus estão sendo entrelaçadas no tecido da vida do povo Himba!
“Eu entendo melhor a Deus agora, depois de ouvir as histórias
que os missionários nos deram na caixa pequena”, diz Muka. “Quero aprender
mais sobre Deus e como a segui-Lo!”
Os MP3 players realizaram um forte avanço entre os Himba, e uma
recente oferta está fornecendo mais centenas de leitores
de MP3 e os fundos necessários para gravar mais histórias bíblicas na língua dos Himba! Obrigado por
sua contribuição, a qual ajuda pessoas como Muka e sua família a encontrar o
Salvador e aprender a segui-Lo!

 

Tradução e alterações a partir do original por Hendrickson Rogers.

Spray de lama e as aparências!

Uma companhia britânica desenvolveu um produto chamado “spray de lama” para que os moradores da cidade pudessem dar aos seus veículos 4×4 de luxo a impressão de terem feito um passeio off-road¸ para um dia de caça e pesca, sem jamais terem saído da cidade. A lama é até filtrada, para remover pedras e fragmentos que possam arranhar a pintura. Segundo a companhia, as vendas estão indo bem.
Existe, dentro de cada um de nós a tendência em valorizar mais a aparência exterior do que a pessoa que somos interiormente. Devido a isso, algumas pessoas retocam seus currículos ou enfeitam suas autobiografias. Mas, como seguidores de Jesus isto não deve ter lugar em nossa vida.
O apóstolo Paulo advertiu Timóteo a respeito de pessoas na igreja que tinham a aparência de piedade, mas negavam seu poder. “Eles manterão uma fachada de ‘religião’, mas sua conduta negará a sua validade. Você deve manter-se longe de pessoas como estas” (2 Timóteo 3:5, Phillips NTME). A realidade interior de Cristo é o que conta, porque produz sinais externos de fé.
A autoridade de Paulo em instruir a igreja sobre a autenticidade espiritual veio por meio dos seus sofrimentos, não por “spray de lama”. “… porque eu trago no corpo as marcas de Jesus” (Gálatas 6:17), disse o apóstolo.
Deus nos chama para uma vida autêntica hoje.

Bíblia de 1.700 anos é disponibilizada on-line pelo Vaticano!

http://digi.vatlib.it/view/MSS_Vat.gr.1209
A Biblioteca Apostólica Vaticana disponibilizou na internet o Códex Vaticano completo. Datado do século 4º d.C., esse é um dos mais importantes manuscritos bíblicos. Como de costume, a mídia destaca os aspectos mais intrigantes do assunto. O blog de Reinaldo José Lopes menciona dois pontos:
1. “O códex não traz o finalzinho do Evangelho de Marcos, no qual o Jesus ressuscitado aparece aos discípulos. […] Isso levou muitos especialistas a postular que o atual final de Marcos é uma ‘versão estendida’ inserida por um autor que viveu depois do evangelista.”
Essa informação está correta. Marcos 16:9-20 não faz parte do texto escrito originalmente por Marcos, mas foi acrescentado na primeira metade do segundo século. “Nenhum dos términos conhecidos do Evangelho de Marcos, nem mesmo a interrupção em 16:8 parece representar de fato o original. Mas, uma vez que todos os evangelistas ou foram testemunhas oculares dos fatos que relataram, ou tiveram acesso às melhores tradições evangélicas disponíveis no período apostólico, podemos presumir que o verdadeiro final de Marcos não diferia grandemente daquele encontrado nos demais Evangelhos” (Paroschi, p. 214).
2. “E, no Evangelho de João, a famosa cena da adúltera e do ‘atire a primeira pedra quem não tiver pecado’ também não consta desse manuscrito, o que também indicaria que esse trecho não foi escrito por João.”
Também está correto. João 7:53–8:11 realmente não foi escrito por João. Mas essa história, que já era conhecida na segunda metade do segundo século, “é absolutamente leal ao caráter de Jesus” e “contém todos os indícios de ser historicamente autêntica” (Paroschi, p. 228, 230). “É bem provável que o relato consista num fragmento de material evangélico autêntico preservado mediante alguma tradição paralela (não canônica) e que mais tarde acabou sendo anotado à margem do Evangelho de João” (p. 228). Contudo, isso “não é suficiente para garantir-lhe condição canônica” (p. 230). O melhor estudo em português sobre os manuscritos do Novo Testamento foi escrito pelo teólogo […] Wilson Paroschi e intitula-se A Origem e a Transmissão do Texto do Novo Testamento (Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2012). Marcos 16:9-20 e João 7:53–8:11 são discutidos, respectivamente, nas páginas 208-215 e 222-231.
Em minha opinião, o estudo dos manuscritos bíblicos é um dos assuntos mais fascinantes da teologia. Essa área é conhecida como “crítica textual”. E, ao contrário do que eu posso ter dado a entender acima, esse é um dos melhores instrumentos para fortalecer nossa fé na Palavra de Deus. Através de um método realmente científico, aceito até por céticos, podemos garantir, para além de qualquer dúvida razoável, que o texto bíblico que temos em nossas mãos é essencialmente o mesmo que foi escrito pelos autores bíblicos.
Se você procura um material esclarecedor, interessante e descontraído sobre o assunto, recomendo o podcast BibleCast, episódio 20B, “A Bíblia no banco dos réus II”, disponível aqui: http://biblecast.com.br/
Fonte: Teólogo Matheus Cardoso via Criacionismo.

O Poder Maior (#HistóriasPraMudarSuaHistória)

Teresa compartilha sua fé
em Blagoevgrad, Bulgária.
Teresa era bem conhecida em sua comunidade na Bulgária ocidental
como uma bruxa. Ela trabalhava com magia, feitiços e remoção de feitiços. Ela falava sobre fortunas para as pessoas e previa o futuro delas. As pessoas respeitavam-na pelo o poder que
ela tinha.
Certa vez, a netinha de Teresa, Sara, foi visitá-la. Como Teresa a amava!
Ao chegar o sábado Sara pediu a vovó para levá-la à igreja. Teresa ficou surpresa,
mas atendeu sua neta. Ela procurou e encontrou uma igreja, a qual se reunia numa antiga lanchonete da cidade. Um membro da igreja cumprimentou Teresa e Sara e ofereceu a Sara um livro de histórias da Bíblia para crianças! Todas as noites, Sara
pedia a avó para ler o livro de histórias da Bíblia.
Sara gostava de cantar músicas sobre Jesus enquanto brincava ou ajudava sua avó em casa. Teresa muitas vezes parava para ouvi-la cantar. Ela percebeu que esse Jesus que sua neta amava era Alguém muito especial. Então, decidiu
retornar à igreja para aprender mais. Teresa começou a frequentar a igreja regularmente, mesmo
depois que Sara voltou para a casa dela na Itália. 
Teresa fumava muito e se sentia
impotente diante de seu vício. Um dia, ela ficou em pé no momento de testemunho do culto,
e disse: “Se vocês querem que eu continue vindo a esta igreja, precisam orar para que Deus me liberte do meu vício. Eu não consigo ficar por muito tempo no culto sem fumar!” Os membros da igreja imediatamente oraram por ela e prometeram continuar orando! Mais tarde, naquele mesmo dia, Teresa sentiu náuseas. Ela começou a
vomitar. “OK, Deus”, ela pensou, “eu acho que esta é a Sua maneira de retirar o veneno!” Ela continuou vomitando durante várias horas. Quando a náusea passou, ela nunca mais sentiu o desejo de fumar novamente!
Como Teresa tornou-se mais familiarizada com Deus, ela
destruiu seus materiais de feitiçaria, seus encantos e produtos. Quando seus
antigos clientes entravam em contato para pedir-lhe que removesse uma maldição ou para que ela amaldiçoasse alguém, Teresa lhes dizia que já não trabalhava com bruxaria. Em vez disso, ela se
oferecia para orar a Deus por eles! Vários de seus clientes
concordaram e alguns retornaram para dizer a ela que suas preces foram
atendidas e outros até começaram a ir a igreja! Teresa sabe que ela encontrou um poder muito maior do que a
feitiçaria. Deus salvou-a, tirou sua feitiçaria e deu-lhe a capacidade de ler
e escrever compartilhando, assim, o que ela está aprendendo com
aqueles que ainda não conhecem a Jesus!
Teresa é grata aos cristãos ao redor do mundo por suas ofertas que ajudaram os cristãos em sua cidade a construir uma igreja! Quando ficar pronta, muitas  outras pessoas também poderão vir e aprender
sobre o grande poder e amor de Deus!
Tradução e alterações a partir do original por Hendrickson Rogers.

Trabalhando com amor! (#HistóriasPraMudarSuaHistória)

Muthu Kutti é um professor
missionário que vive em
Madurai que fica
em Tamil Nadu, Índia.
Muthu é um professor de Bíblia numa Escola cristã de ensino médio no
sudeste da Índia. Mas o seu ministério se estende para além da sala de aula.
Ele leva seus alunos para as aldeias para realizar a Escola Sabática! A maioria dos moradores sabe pouco sobre Jesus, de modo que o objetivo da Escola Sabática é tornar Jesus conhecido. 
As crianças vêm em primeiro lugar, se reunindo sob uma árvore para ouvir
histórias e cantar músicas. Em seguida, os membros da equipe visitam as casas
dos moradores para orar pelos enfermos ou desanimados. Eventualmente adultos
participam dessas reuniões.
Um dia Muthu visitou uma aldeia e descobriu que a chuva pesada havia
danificado uma casa de barro bastante antiga, fazendo-a entrar em colapso e deixando a
mulher que vivia ali desabrigada! Ela tinha lepra e ninguém queria chegar perto dela.
Em vez de ir à Escola Sabática, Muthu e sua equipe limparam o
entulho do local daquela casa. Logo aldeões se prontificaram a ajudar também. Eles
cortaram algumas madeiras e estenderam uma lona sobre eles para um abrigo temporário.
Durante a semana Muthu e sua equipe começaram a construir uma casa pequena
e resistente para a mulher. Os aldeões viram que nenhum mal veio para Muthu ou
seus companheiros de equipe, e eles começaram a tratar a mulher como um deles
novamente! Alguns deram suas roupas e utensílios domésticos para substituir o
que ela tinha perdido.
No sábado seguinte, a mulher encontrou Muthu e pediu-lhe para vir à casa dela. Lá, ela apontou para dois sacos grandes cheios de cocos. “Esses
são a minha oferta”, disse ela. Muthu foi tocado quando ele percebeu que esta
mulher tinha reunido cerca de 100 cocos e trazido, um a um, a sua pequena
casa! Seu trabalho de amor tinha levado toda a semana!
Hoje, um grande grupo se reúne na aldeia para a adoração. A vila não possui igreja, mas é bastante receptiva aos cristãos porque sabem como essas pessoas se importam! A igreja mais próxima fica a cinco ou seis quilômetros de distância, e não há transporte
seguro. Os novos conversos estão aprendendo a orar e pedir a Deus por uma igreja em sua aldeia.
Milhares de aldeias como esta possuem apenas deuses de pedra para adorar.
As pessoas ainda esperar ouvir como Jesus as ama e quer viver com elas
para sempre. Ofertas missionárias podem tornar possível que
essas pessoas tenham uma igreja simples, para adorar a Deus e convidar
outras pessoas também.

Tradução e alterações a partir do original por Hendrickson Rogers.