Seleção natural e registro fóssil – seguindo as evidências!

O geólogo evolucionista supõe a verdade da teoria da evolução e baseia seu estudo sobre ela. Consequentemente, seus achados não podem ser usados para provar que os animais se desenvolveram de formas mais simples (W. J. Tinkle)
O geólogo evolucionista supõe a verdade da teoria da evolução e baseia seu estudo sobre ela. Consequentemente, seus achados não podem ser usados para provar que os animais se desenvolveram de formas mais simples (W. J. Tinkle)

1
2
3

4

5
Referências:

6

Fonte: Borges, Michelson. A história da vida. 4. ed. Tatuí, SP. Casa Publicadora Brasileira, 2011.

Hendrickson Rogers

Oi, como vai? Então, o "prof. H" é professor de Matemática há 17 anos, mestre em Ensino de Matemática no Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Federal de Alagoas, especialista em Educação Matemática e especialista em Educação a Distância. Meu nome de fato é Hendrickson Rogers e o que me define não está supracitado. Sou um guerreiro nas fileiras do Rei Jesus Cristo e minha maior motivação é Sua promessa de retorno, recriação e vida eterna sem pecado e dor! Tudo o que faço gira em torno de meu Criador e Seus ensinamentos. A família, a educação matemática e a ciência (e tudo o mais) são oportunidades de honrá-Lo e evidenciá-Lo, até que Ele mesmo prove Sua existência! Prazer! Seja muito bem vindo(a)! Vamos calibrar sua cosmovisão poderosamente =D

2 comentários em “Seleção natural e registro fóssil – seguindo as evidências!

  • março 28, 2016 em 11:55 pm
    Permalink

    Distorcer as evidências para se enquadrarem em argumentos de fé é fácil. Difícil é fazer essas distorções parecerem lógicas o bastante com a história que se deseja. Qualquer um pode distorcer qualquer coisa para fazê-la parecer com aquilo que queremos. Prová-las são outros 500. Qualquer que seja a distorção criada, a natureza continuará seu rumo sem dar a mínima para mitos, dogmas religiosos ou historinhas infantis de livros sagrados.

    Resposta
    • março 30, 2016 em 6:00 pm
      Permalink

      Amigo, você parece sofrer de algum trauma com a religião ou estar dopado pelo naturalismo metafísico. Seja qual for sua situação, há solução!! Que tal começar a dar nomes aos fantasmas mencionados por você? Fantasma 1: “Distorcer as evidências para se enquadrarem em argumentos de fé”. Fantasma 2: “essas distorções parecerem lógicas o bastante”. Fantasma 3: “mitos, dogmas religiosos ou historinhas infantis de livros sagrados”.

      Após a revelação de seus fantasmas (afinal, não é nem educado nem científico você fazer acusações subjetivas), poderemos discutir cientificamente a respeito das distorções imaginadas/citadas por você.

      Estou à disposição para dialogarmos. Se esse for o seu caso, seja bem-vindo. Senão, Deus continue a tirar suas desculpas. Abraço (Prof. H)

      Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: