O naturalismo metodológico comete a falácia “petição de princípio”

A aceitação do naturalismo metodológico serve para garantir que mesmo que existam evidências para existência de causas não físicas, jamais poderão ser reconhecidas como tal
A aceitação do naturalismo metodológico serve para garantir que mesmo que existam evidências para existência de causas não físicas, jamais poderão ser reconhecidas como tal

1. ) Se alguém é um naturalista metafísico, então deveria ser um naturalista metodológico, isto é, jamais postular entidades não físicas como a causa de um evento físico.

2. ) Não se deveria acreditar em entidades não físicas sem boa evidência.

3. ) Não há boa evidência para entidades não naturais.

4. ) Portanto, não se deveria aceitar o naturalismo metafísico, e por extensão lógica, o naturalismo metodológico.

Ele então desenvolve um diálogo entre um naturalista metafísico e seu oponente acerca da premissa 3.

NN [oponente]: Eu discordo que não há boa evidência para entidades não naturais.

MN [naturalista metafísico]: Tal evidência não pode existir.

NN: Por que?

MN: Porque qualquer investigação das causas de eventos físicos deve empregar o naturalismo metodológico, isto é, deve considerar que, em princípio, nunca é legítimo considerar uma causa não natural para um evento físico.

NN: Lembre-me uma vez mais para uma boa razão para pensar que o naturalismo metafísico é verdadeiro.

MN: Uma boa razão para pensar que o naturalismo metafísico é verdadeiro é que não há boa evidência para existência de entidades não naturais.

NN: Será que o naturalismo metodológico nunca permitiria postular uma entidade não natural como a causa de um evento físico?

MN: Não. Já apresentei isso de forma clara.

NN: Deixe-me ver se entendi corretamente. A sua aceitação do naturalismo metafísico é baseada no fato que não há evidência que entidades não naturais alguma vez causaram eventos físicos?

MN: Sim.

NN: E o seu endosso do naturalismo metodológico decorre de sua aceitação do naturalismo metafísico?

MN: Sim.

NN: Isso parece uma petitio principii (“petição de princípio”). Você endossa o naturalismo metafísico com base que não há evidência que entidades não naturais jamais tenham causado eventos físicos, mas adota uma metodologia que exclui a possibilidade de jamais reconhecer evidência de causas não naturais. Você está usando sua metafísica para justificar sua aceitação do naturalismo metodológico, mas sua aceitação do naturalismo metodológico serve para garantir que mesmo que existam evidência para existência de causas não físicas jamais poderão ser reconhecidas como tal.

Fonte: Dangerous Idea via EDDI.

Hendrickson Rogers

Oi, como vai? Então, o "prof. H" é professor de Matemática há 17 anos, mestre em Ensino de Matemática no Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Federal de Alagoas, especialista em Educação Matemática e especialista em Educação a Distância. Meu nome de fato é Hendrickson Rogers e o que me define não está supracitado. Sou um guerreiro nas fileiras do Rei Jesus Cristo e minha maior motivação é Sua promessa de retorno, recriação e vida eterna sem pecado e dor! Tudo o que faço gira em torno de meu Criador e Seus ensinamentos. A família, a educação matemática e a ciência (e tudo o mais) são oportunidades de honrá-Lo e evidenciá-Lo, até que Ele mesmo prove Sua existência! Prazer! Seja muito bem vindo(a)! Vamos calibrar sua cosmovisão poderosamente =D

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: