Enoque, Moisés e Elias

Como entender que Enoque, Moisés e Elias estão no céu diante de afirmações como a de Cristo: “Não que alguém tenha visto o Pai, salvo Aquele que vem de Deus; Este O tem visto” (João 6:46)?
A Bíblia “não” diz que eles estão no céu. Pelo menos não “explicitamente”. Contudo, arrazoemos juntos! Em Gn 5:24 lemos: “Andou Enoque com Deus e já não era, porque Deus o tomou para Si”. O escritor não recebeu explicações do Senhor quanto ao local, já que Ele “o tomou para Si” diante da sua geração, igual ou pior que a nossa! “Enoque foi trasladado para não ver a morte”; “antes da sua trasladação, obteve testemunho de haver agradado a Deus”(Hb 11:5)! Esse é o ponto essencial no texto de Gênesis, por isso que Deus não se detalhou para o escritor desse livro. Moisés e Elias também foram “tomados” por Deus – um após ressurreto e o outro da mesma forma que Enoque! Para onde Deus os “tomou”? Também podemos perguntar: para onde foram os ressuscitados com Jesus (veja Mt 27:52,53)? Eu não penso que Deus os “tomou” para serem “sub-hóspedes”, colocando-os num “hotel” em vez de em Sua própria “casa”… Se a Bíblia não se detalha, ou é porque devemos entender esse assunto através da ótica: “Vejam Meus filhos: o que faço com esses é o que farei com todos vocês logo adiante – vos trarei de volta ao Lar!”, ou existe algo de misterioso e profundo que não conseguimos entender, de modo que o Senhor nos revelará num futuro próximo! Agora quanto ao fato de: “Não que alguém tenha visto o Pai, salvo Aquele que vem de Deus; esse O tem visto” (Jo 6:46), o mesmo Jesus que disse isto, asseverou: “Eu vos afirmo que os seus anjos nos céus vêem incessantemente a face de Meu Pai”(Mt 18:10)! Jesus garantiu que o Pai é acessível! E eu pergunto: quanto mais acessível deverá ser a Sua morada?? Veja que em Jo 6:46 Jesus enfatiza o que Ele já vinha dizendo: Eu sou o Enviado (o Messias, o Cristo) de Deus (do Pai). Penso que, quando afirmações como a de João, em I Jo 4:12, as de Jesus e as contidas em outras passagens aparecem, estão apenas exaltando o fato de que somente Jesus Cristo é o Mediador entre o Pai e os Seus filhos pecadores. Não entendo que tais textos afirmam: “não existem seres humanos no céu, pois ninguém viu a Deus”. É bem verdade que a Bíblia salienta nossa incapacidade de vermos a Deus em Sua natureza glorificada e inacessível! Moisés recebeu um não quando desejou ver a Deus (Êx 33:18-20). O Senhor deixou claro que “homem nenhum verá a Minha face e viverá”(v.20)! Ora, Deus está negando mostrar-Se a Seus filhos? Não! Seus filhos é que possuem uma incapacidade infinita de vê-Lo em Sua forma original, devido o pecado que possuímos! Deus em forma humana (cobrindo Sua natureza glorificada) se apresentou a Abraão, para que este pudesse vê-Lo (Gn 18)! Também em outros tempos o Senhor velou Sua glória para Se mostrar a Seus filhos (como Jacó, Josué, etc)!! Fica fácil entendermos a necessidade de termos nossa natureza humana modificada, para convivermos com Deus quando Ele vier nos buscar! E foi exatamente por isso que Moisés e Elias “apareceram em glória” ao falarem com Jesus no monte (Lc 9:28-31)! Eles foram “tomados” por Deus e, portanto, capacitados para conviverem com Ele – Deus em glória e Seus filhos em glória! É assim que foi no início, é assim que acontece no céu (creio eu) e é assim que será após o fim do pecado! Olha que ilustração real: Jesus passou por uma transfiguração (Lc 9:29) já que iria conversar face a face com Seus filhos já glorificados! Penso que Enoque, Moisés, Elias, e tantos outros nos dizem nesse momento… “Amados! Ainda não se manifestou o que vocês haverão de ser. Sabemos que, quando Ele se manifestar, seremos todos semelhantes a Ele, porque HAVEREMOS DE VÊ-LO COMO ELE É!” (I Jo 3:2 comentado). (Perguntas & Respostas, v.1, pp.13 e 14)             

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: